Umberto pede Guarani ofensivo diante do Avaí

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Dono do segundo melhor aproveitamento entre os treinadores que comandaram o Guarani no século XXI, o técnico Umberto Louzer tem mais uma difícil missão pela frente. Nesta terça-feira, o Bugre encara o Avaí, às 21h30, no Estádio da Ressacada, em busca da segunda vitória fora de casa nos últimos onze meses. Para conquistar os três pontos em Florianópolis, o comandante pede o mesmo padrão de jogo ofensivo.

“Não é porque estamos fora de casa que vamos lá só para observar, abrir mão de jogar ofensivamente, esperar um erro do adversário. Eu não gosto dessa estratégia, eu gosto que a minha equipe jogue, cause problemas ao adversário e assim sair de lá com o resultado positivo”, afirmou.

Em relação as possíveis criticas sobre o trabalho desenvolvido sob o comando do Guarani, Umberto mantém-se convicto do que vem sendo realizado.

“Isso é natural. O próprio Tite, hoje na Seleção, é contestado com as alterações e a maneira de jogar. O brasileiro é apaixonado por futebol. Todos têm uma equipe que acha a ideal e nós temos que ter convicção. Você fazendo os resultado, é claro que vai sendo minimizado. Nunca vamos agradar a todos. Eu faço o meu melhor diariamente, me dedico ao máximo e por isso que a gente colhe os bons resultados”

Confira a entrevista coletiva

Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no email
Email