Pós-Jogo: Após conquista, Umberto afirma: “Sou um privilegiado por dirigir esse grupo”

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

O técnico Umberto Louzer cravou seu nome na história do Guarani. Comandante da equipe que conquistou o título do Campeonato Paulista da Série A2 no último sábado (07) diante do Oeste, no Brnco de Ouro, Umberto superou a desconfiança em cima de seu trabalho e levou o Bugre de volta à elite do futebol paulista. Após a partida, o treinador concedeu entrevista coletiva e afirmou ser um privilegiado por dirigir a equipe Bugrina.

“Sou muito privilegiado por dirigir um grupo tão engajado, tão sério, tão comprometido e maduro apesar da média baixa de idade. Todos eles desde o começo estavam imbuídos e eram sabedores da missão que tínhamos pela frente. É um momento de felicidade e muita alegria por fazer parte deste momento”, afirmou.

Umberto ressaltou a dedicação ao Guarani de todos que fizeram parte do processo até o título: “Apesar de jovem, eu vivo isso aqui intensamente com uma paixão e um amor enorme por tudo aquilo que eu faço. Tenho muito respeito por esse clube por tudo que foi feito por mim, tanto pelos atletas, pelos dirigentes e pelas comissões que aqui passaram. Todos os dias que eu acordo e chego aqui nesse clube eu tenho um prazer enorme. E quando você faz aquilo que gosta com carinho e amor, você está mais próximo do sucesso”, explicou.

O treinador também resumiu a campanha e comentou sobre a desconfiança sobre seu trabalho durante a competição: “É claro que dentro dessa competição nós oscilamos, tiveram dúvidas sobre meu trabalho mas acredito que é natural até mesmo por ainda ser jovem. Aos poucos fomos adaptando e colocando minha marca. Me lembro de na minha primeira entrevista ter dito que acreditaria nas minhas convicções e respeitaria o DNA ofensivo do Guarani. Pudemos fazer isso dentro da competição e o reflexo é o melhor ataque. Claro que sofremos em alguns momentos mas procuramos sempre o equilíbrio e alcançamos uma marca importante de não tomar gols nos últimos três jogos”, disse.

Por fim, o comandante elogiou e agradeceu a participação do capitão Fumagalli: “O Fumagalli é um cara muito competitivo. É um profissional exemplar que me ajudou desde que eu cheguei aqui como auxiliar técnica. Ainda tem me ajudado como treinador e é uma liderança inquestionável. Ele é a marca desse time e é a marca dessa conquista. Sempre se emociona quando tem oportunidade de falar de sua história no Guarani. Sou um privilegiado de fazer parte desse encerramento brilhante da carreira dele e contribuir para coroar esse fim com título”, finalizou.

 

Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no email
Email