Guarani pressiona, mas fica no zero no Brinco de Ouro

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Na noite desta terça (22), o Guarani recebeu o Juventus, no Brinco de Ouro, pela 16ª rodada do Campeonato Paulista, e não saiu do zero contra o adversário da capital.

O primeiro tempo começou com o jogo concentrado no meio de campo, com muitas disputas de bola e pouco espaço para jogadas trabalhadas. O Juventus veio com a proposta evidente de explorar os contra-ataques, tendo, em várias ocasiões, os onze atletas recuados em seu campo de defesa.

O Guarani teve superioridade territorial durante a maior parte do tempo, mas não conseguiu aproveitar esse domínio e converter as chances – muitas delas criadas em lances de escanteio e bola parada. Na melhor delas, por muito pouco Carpini não abre o placar. As chances do Juventus aconteceram em sua maioria em lances pelos cantos do campo. No entanto, o lance mais perigoso do clube da capital foi em uma cabeçada que passou rente ao travessão de Pegorari.

Para o segundo tempo, Pintado colocou em campo Watson em lugar de Rai, buscando maior aproximação e velocidade entre os atletas do meio e ataque. O primeiro lance de perigo da etapa complementar, no entanto, foi do Juventus. Em jogada pelo lado direito do ataque, Pegorari ficou cara a cara com o atacante e efetuou uma defesa dificílima, espalmando para escanteio.

Pintado então substituiu Douglas Packer por João Vittor e a velocidade do ataque bugrino aumentou consideravelmente. Imediatamente após a troca, Fumagalli levantou na área, Léo Rigo cabeceou e, com leve desvio da zaga, a bola explodiu no travessão e foi para escanteio. A pressão continuou e Watson, pelo meio, fez bela jogada em velocidade e com um toque em profundidade, deixou Lorran na cara do gol. Após chute forte, o goleiro conseguiu jogar para a linha de fundo. Após a cobrança de escanteio, Watson pegou bola rebatida de direita e obrigou André Dias a realizar uma grande defesa.

Após esse período de pressão intensa, o Juventus conseguiu esfriar o jogo. Com o ritmo mais cadenciado, ambas as equipes tiveram poucas chances claras de gol até o fim da partida.

Com o empate, o Bugre termina a rodada em sétimo podendo ser ultrapassado ao fim do complemento da rodada, o Guarani enfrenta na próxima sexta-feira (25) o Independente, às 20h, no Brinco de Ouro.

Ficha técnica

Local: Estádio Brinco de Ouro da Princesa
Árbitro: Márcio Roberto Soares
Cartões amarelos: LorranDouglas PackerDiego Silva e Watson (Guarani); Rafael e Derli (Juventus)
Gols: –
Público: 3.199 pessoas; renda: R$ 38.169,00

GUARANI: PegorariEduardoThiago CarpiniLéo Rigo e Mário SérgioDiego Silva (Gabriel Rodrigues), LenonFumagalli e Douglas Packer (João Vittor); Lorran e Raí (Watson).
T: Pintado

Juventus: André Dias; Rafael, André Astorga, Rodolfo (Victor) e Paulo Vitor; Fellipe, Douglas, Derli e Adiel; Alessandro (Ataide) e Luisinho (Nathan).
T: Ailton dos Santos Silva

Galeria de Fotos

Imagens liberadas para uso editorial – Crédito: Rodrigo Villalba / MemoryPress / GFC

Melhores momentos
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no email
Email