Carlos Alberto Silva será eternizado com busto no Brinco de Ouro

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Comandante da maior glória do Guarani Futebol Clube, Carlos Alberto Silva, será eternizado no próximo domingo (03), às 11h, no Brinco de Ouro. O técnico da equipe campeã brasileira de 1978 terá um busto em sua homenagem em frente ao portão principal do estádio. A inauguração contará com a presença de familiares de Carlos Alberto e também de atletas que marcaram época com a camisa do alviverde campineiro.

A idealização da homenagem partiu de um grupo de torcedores e contou com o aval do Conselho de Administração do Bugre. A materialização do tributo ao ídolo foi possível através de uma arrecadação de fundos que contou com a doação de torcedores e personalidades envolvidas com o Bugre.

Carlos Alberto Silva faleceu no dia 20 de janeiro, aos 77 anos. No clube, o técnico foi campeão brasileiro em 1978 e fez campanhas de destaque na Libertadores de 1979 e nos Brasileiros de 1994 e 1996. Ao todo, foram 283 partidas no comando do Bugre, com 137 vitórias, 77 empates e 69 derrotas.

 

HISTÓRIA

Nascido em Belo Horizonte, Carlos Alberto Silva se formou em Educação Física, pela Universidade Federal de Minas Gerais, e ficou conhecido no cenário nacional do futebol quando conquistou em 1978 o título do Campeonato Brasileiro da Série A com o Guarani. Recém chegada da Caldense, no segundo semestre de 1977, o treinador conduziu o Bugre no ano seguinte à sua maior glória alcançada até hoje.

Após alcançar o feito inédito, com um clube do interior, os grandes clubes brasileiros começaram observar o trabalho do técnico mineiro. Em 1980, assumiu o comando do São Paulo, onde acumulou duas conquistas do estadual em anos distintos, primeiro em 1981 e 1989. Além do time da capital paulista, Carlos Alberto também comandou no Brasil: Atlético Mineiro, Cruzeiro, América Mineiro, Santa Cruz, Sport, Palmeiras, Corinthians, Santos e Goiás.

No Brasil ainda conquistou: Campeonato Mineiro, em 1982 com o Atlético e Campeonato Pernambucano, em 1983, com o Santa Cruz. O treinador foi um dos poucos a ser campeão nacional no Brasil e também na Europa. Isso porque em 1992-1993 foi Bi-Campeão com o Porto de Portugal. Não parou por aí: conquistou o Campeonato Japonês, em 1991, com o Yomiuri Kawasaki.

Com tantas conquistas por clubes, o nome de Carlos Alberto Silva também foi lembrado na Seleção Brasileira de Futebol por seus feitos comandando a amarelinha. Em 1987, foi medalha de ouro nos Jogos Pan-Americanos de Indianápolis, nos Estados Unidos. Em 1988, também à frente da Seleção, ficou com a medalha de prata nas Olimpíadas de Seoul.

Além de todas essas conquistas também ganhou o Torneio de Paris com o Atlético Mineiro, em 82, a Supertaça de Portugal, em 92, com o Porto e por último a Copa Master da Supercopa com o Cruzeiro, em 1995. Em 2011, foi homenageado pelo Guarani na festa do centenário do clube realizado em Campinas. Aposentou-se do futebol profissional, em 2014, como membro da diretoria do Vila Nova de Goiás.

Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no email
Email