Vasco x Guarani: dados e informações do confronto

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

FICHA TÉCNICA 

VASCO x GUARANI
Competição: Série B do Campeonato Brasileiro
Rodada: 14ª
Data: 24/07/2021 (sábado)
Horário: 21h
Local: Estádio São Januário
Cidade: Rio de Janeiro (RJ)

ARBITRAGEM
Árbitro: Denis da Silva Ribeiro Serafim (AL)
Auxiliar 1: Esdras Mariano de Lima Albuquerque (AL)
Auxiliar 2: Brigida Cirilo Ferreira (AL)
Quarto Árbitro: Tarcizo Pinheiro Caetano (RJ)
Analista de Campo: Hilton Moutinho Rodrigues (RJ)

DESTAQUES PRINCIPAIS

– Após 13 rodadas, a atual campanha do Guarani é a terceira melhor do clube na Série B desde a adoção do sistema de pontos corridos, em 2006. Com 23 pontos, o desempenho é inferior apenas a 2009 (28 pontos) e 2017 (25 pontos).

– Um dos únicos visitantes invictos da Série B – o outro é o Náutico -, o Guarani não foi derrotado em nenhum dos últimos sete compromissos fora de casa, sendo um pelo Campeonato Paulista (empate com o Mirassol) e seis pelo Brasileiro (vitórias sobre Operário, Londrina e Confiança, e empates com CSA, Remo e Cruzeiro). É a melhor sequência longe do Brinco de Ouro desde 2013, quando o Bugre também completou sete jogos sem derrota.

– O Guarani defende a permanência no G4. O Bugre já esteve entre os quatro melhores por três rodadas (2ª, 12ª e 13ª).

– O Guarani é dono de um dos melhores ataques da Série B, com 22 gols marcados em 13 partidas (média de 1,69 por jogo). Dez atletas diferentes balançaram as redes pelo Bugre: Régis (7), Bruno Sávio (5), Bidu (2), Davó (2), Allan Victor (1), Bruno Silva (1), Diogo Mateus (1), Lucão do Break (1), Pablo (1) e Ronaldo Alves (1).

– Prova da força coletiva da equipe é que, desse total de gols, 19 foram originados por assistências.

– O Bugre é também o time com mais goleadas na Série B e o único que conseguiu mais de uma vitória por três ou mais gols de diferença (5 a 2 contra o Operário, 4 a 1 contra o Brusque e 4 a 1 contra o Confiança).

– Dos 22 gols marcados pela equipe, dez aconteceram antes dos 30 minutos de jogo, o que representa 45% do total.

– O Guarani é o terceiro time com mais finalizações certas no campeonato, com 67, atrás de Náutico e Goiás.

– O Guarani é o terceiro time no campeonato com maior índice de precisão nos passes, com 90,35% de acerto, atrás de CRB e Coritiba.

– O sistema defensivo está em fase de franca evolução – foram apenas dois gols sofridos nas últimas cinco partidas, sendo que em três desses jogos a equipe não foi vazada.

– Oito jogadores formados na base já atuaram pela equipe na Série B – o último a receber oportunidade foi o volante Pedro Acorsi, que entrou na partida contra o Confiança.

– Régis é o líder de participações em gols na Série B, com 12. O meia é um dos vice-artilheiros do campeonato, com sete gols, e jogador que mais deu assistências, com cinco passes para gol. O camisa 78 participa de um gol a cada 67 minutos em campo, em média.

– Outros jogadores bugrinos também se destacam nos rankings de gols e assistências. O atacante Bruno Sávio está entre os principais goleadores, com cinco bolas na rede, enquanto Bidu e Davó já contribuíram com três passes para gol cada um.

– Com 38 interceptações de bola em 12 partidas, o lateral-esquerdo Bidu é o líder desse ranking no campeonato, segundo dados do SofaScore.

– O volante Bruno Silva é o jogador com mais passes certos na Série B, com 672 (média de 51 por partida). O capitão bugrino tem um índice de precisão de 89,12%.

– Gabriel Mesquita divide o terceiro lugar no ranking de jogos sem ser vazado na Série B. O goleiro não sofreu gols em cinco partidas (Ponte Preta, Remo, Londrina, CRB e Sampaio Corrêa)

HISTÓRICO DA TEMPORADA 2021 

Desempenho geral
26 jogos | 10 vitórias | 8 empates | 8 derrotas | 33 gols marcados | 30 gols sofridos

Desempenho como mandante
13 jogos | 4 vitórias | 4 empates | 5 derrotas | 12 gols marcados | 15 gols sofridos

Desempenho como visitante
13 jogos | 6 vitórias | 4 empates | 3 derrotas | 21 gols marcados | 15 gols sofridos

Campanha na Série B do Brasileiro
13 jogos | 6 vitórias | 5 empates | 2 derrotas | 22 gols marcados | 14 gols sofridos

Desempenho como mandante
7 jogos | 3 vitórias | 2 empates | 2 derrotas | 8 gols marcados | 7 gols sofridos

Desempenho como visitante
6 jogos | 3 vitórias | 3 empates | 0 derrota | 14 gols marcados | 7 gols sofridos

ÚLTIMO JOGO
Guarani 0 x 0 Sampaio Corrêa, dia 20/07, no Estádio Brinco de Ouro, em Campinas, pela Série B

Escalação: Gabriel Mesquita; Diogo Mateus, Thales, Tití (Índio) e Bidu; Bruno Silva e Rodrigo Andrade; Bruno Sávio (Allan Victor), Régis (Pablo) e Julio César (Andrigo); Davó (Lucão do Break). Técnico: Daniel Paulista.

PRÓXIMO JOGO
Guarani x Vila Nova, dia 31/07, às 11h, no Estádio Brinco de Ouro, em Campinas, pela Série B

HISTÓRICO DO CONFRONTO 

Guarani e Vasco já se enfrentaram 40 vezes e a vantagem no retrospecto é do Bugre, que conquistou 18 vitórias, além de 10 empates e 12 derrotas. A equipe alviverde marcou 52 gols e sofreu 44.

No Estádio São Januário, o Guarani também leva a melhor no histórico dos confrontos. São 14 partidas, com cinco vitórias bugrinas, cinco empates e quatro derrotas.

Em jogos disputados no Rio de Janeiro, – incluindo Maracanã e Rua Bariri – o Guarani tem oito vitórias, cinco empates e cinco derrotas, com 19 gols marcados e 21 gols sofridos.

Um dos jogos mais simbólicos da campanha do título brasileiro do Guarani em 1978 foi contra o Vasco. Diante de mais de 100 mil pessoas no Maracanã, o Bugre venceu por 2 a 1 (gols de Zenon) e carimbou a vaga na decisão.

A artilharia bugrina no confronto é dividida por oito jogadores: os campeões brasileiros Careca, Renato e Zenon; Amoroso, Clóvis, Creendence, Evair e Marcelo (cada um marcou dois gols contra o adversário)

– Retrospecto geral contra o Vasco: 40 jogos, 18 vitórias, 10 empates, 12 derrotas, 52 gols marcados e 44 gols sofridos

Primeiro jogo: 16/06/1962 – Vasco 0 x 0 Guarani – Estádio São Januário (Rio de Janeiro-RJ) – Amistoso
Último jogo: 25/09/2010 – Guarani 1 x 0 Vasco (gol de Baiano) – Estádio Brinco de Ouro (Campinas) – Campeonato Brasileiro

– Retrospecto contra o Vasco no Estádio São Januário: 14 jogos, 5 vitórias, 5 empates, 4 derrotas, 12 gols marcados e 17 gols sofridos

Primeiro jogo: 16/06/1962 – Vasco 0 x 0 Guarani – Estádio São Januário (Rio de Janeiro-RJ) – Amistoso
Último jogo: 03/06/2010 – Vasco 0 x 1 Guarani (gol de Roger) – Estádio São Januário (Rio de Janeiro-RJ) – Campeonato Brasileiro

– Retrospecto contra o Vasco na Série B: 2 jogos, 1 empate, 1 derrota e 1 gol sofrido

Primeiro jogo: 13/06/2009 – Guarani 0 x 0 Vasco – Estádio Brinco de Ouro (Campinas) – Série B
Último jogo: 19/09/2009 – Vasco 1 x 0 Guarani – Estádio do Maracanã (Rio de Janeiro-RJ) – Série B

HISTÓRICO NA COMPETIÇÃO 

– Retrospecto do Guarani na segunda divisão do Brasileiro: 414 jogos, 159 vitórias, 110 empates, 145 derrotas, 511 gols marcados e 483 gols sofridos
Títulos: 1 (1981 – Taça de Prata)
Vice-campeonatos: 2 (1991 e 2009)

Primeiro jogo: 11/01/1981 – Guarani 1 x 0 Coritiba (gol de Careca) – Brinco de Ouro (Campinas)
Último jogo: 20/07/2021 – Guarani 0 x 0 Sampaio Corrêa – Estádio Brinco de Ouro (Campinas)

Retrospecto como mandante: 208 jogos, 110 vitórias, 48 empates, 50 derrotas, 304 gols marcados e 194 gols sofridos

Retrospecto como visitante: 206 jogos, 49 vitórias, 62 empates, 95 derrotas, 207 gols marcados e 289 gols sofridos

Maior goleada como mandante: 21/01/1981 – Guarani 6 x 0 Serrano-RJ (gols de Jorge Mendonça, três vezes, Careca, Ângelo e Lúcio) – Brinco de Ouro (Campinas)

Maiores goleadas como visitante:
05/03/1983 – Maranhão 1 x 5 Guarani (gols de Marcelo, duas vezes, Luiz Müller, Everton e gol contra de Val) – Estádio Castelão (São Luís-MA)
25/11/2006 – Vila Nova 1 x 5 Guarani (gols de Alex Afonso, duas vezes, Danilo, Deyvid Sacconi e Túlio) – Estádio Jonas Duarte (Anápolis-GO)

COMISSÃO TÉCNICA 
Desde a estreia, em 28 de maio de 2021, a comissão técnica comandada por Daniel Paulista soma 13 jogos, com seis vitórias, cinco empates e duas derrotas. Foram 22 gols marcados e 14 gols sofridos.

NÚMEROS INDIVIDUAIS

JOGOS
Geral: Bruno Silva (69), Bidu (67), Pablo (67) Bruno Sávio (57), Davó (52), Renanzinho (50), Rafael Costa (49), Gabriel Mesquita (41), Eliel (26), Matheus Souza (25), Eduardo Person (23), Índio (23), Julio César (23), Rodrigo Andrade (21), Andrigo (20), Régis (18), Thales (16), Tony (13), Lucão do Break (11), Diogo Mateus (10), Allan Victor (9), Rafael Martins (9), Ronaldo Alves (8), Carlão (7), Tití (5), Caio (3), Pedro Acorsi (2), Alan Leite (1), Ian Carlo (1), Lucas Cardoso (1)

Temporada 2021: Bruno Silva (24), Índio (23), Julio César (23), Bidu (22), Davó (21), Rodrigo Andrade (21), Andrigo (20), Pablo (20), Bruno Sávio (19), Gabriel Mesquita (18), Régis (18), Matheus Souza (16), Thales (16), Renanzinho (13), Tony (13), Rafael Costa (12), Lucão do Break (11), Diogo Mateus (10), Allan Victor (9), Eliel (9), Rafael Martins (9), Ronaldo Alves (8), Carlão (7), Mateus Ludke (6), Tití (5), Caio Henrique (1), Ian Carlo (1), Pedro Acorsi (1)

Série B 2021: Bruno Silva (13), Davó (13), Bidu (12), Gabriel Mesquita (12), Índio (12), Julio César (12), Bruno Sávio (11), Lucão do Break (11), Régis (11), Thales (11), Diogo Mateus (10), Pablo (10), Rodrigo Andrade (10), Allan Victor (9), Andrigo (9), Ronaldo Alves (8), Carlão (7), Matheus Souza (6), Tití (5), Tony (5), Renanzinho (3), Eliel (2), Rafael Martins (2), Ian Carlo (1), Pedro Acorsi (1), Rafael Costa (1)

GOLS
Geral: Bruno Sávio (9), Rafael Costa (8), Régis (7), Bidu (6), Davó (6), Andrigo (4), Pablo (4), Renanzinho (3), Allan Victor (1), Bruno Silva (1), Diogo Mateus (1), Eduardo Person (1), Julio César (1), Lucão do Break (1), Mateus Ludke (1), Rodrigo Andrade (1), Ronaldo Alves (1)

Temporada 2021: Régis (7), Bruno Sávio (6), Andrigo (4), Davó (3), Bidu (2), Allan Victor (1), Bruno Silva (1), Diogo Mateus (1), Julio Cesar (1), Lucão do Break (1), Pablo (1), Rafael Costa (1), Rodrigo Andrade (1), Ronaldo Alves (1)

Série B 2021: Régis (7), Bruno Sávio (5), Bidu (2), Davó (2), Allan Victor (1), Bruno Silva (1), Diogo Mateus (1), Lucão do Break (1), Pablo (1), Ronaldo Alves (1)

ASSISTÊNCIAS
Geral: Bidu (8), Bruno Sávio (6), Davó (6), Régis (6), Eduardo Person (2), Julio César (2), Andrigo (1), Carlão (1), Diogo Mateus (1), Matheus Souza (1), Pablo (1), Rafael Costa (1), Renanzinho (1), Thales (1), Tony (1)

Temporada 2021: Régis (6), Davó (5), Bidu (3), Bruno Sávio (2), Julio César (2), Andrigo (1), Carlão (1), Diogo Mateus (1), Matheus Souza (1), Thales (1), Tony (1)

Série B 2021: Régis (5), Bidu (3), Davó (3), Julio César (2), Andrigo (1), Carlão (1), Diogo Mateus (1), Matheus Souza (1), Thales (1), Tony (1)

CAPITÃO
Mais vezes capitão do time na temporada 2021: Bruno Silva (17), Airton (8), Tony (1)

Mais vezes capitão do time na Série B 2021: Bruno Silva (13)

BOLAS PARADAS
Último gol de falta: Lucas Crispim (31/08/2020 – Guarani 1 x 1 Oeste – Brinco de Ouro, em Campinas, pela Série B)

Último gol de pênalti em tempo regulamentar: Régis (04/07/2021 – Guarani 4 x 1 Brusque – Brinco de Ouro, em Campinas, pela Série B)

Última defesa de pênalti em tempo regulamentar: Jefferson Paulino (20/02/2020 – Palmeiras 1 x 0 Guarani – Allianz Parque, em São Paulo, pelo Campeonato Paulista)

DUPLAS DE ZAGA TITULARES

Thales e Ronaldo Alves: seis jogos, com três vitórias, dois empates, uma derrota e seis gols sofridos
Thales e Carlão: quatro jogos, com duas vitórias, um empate, uma derrota e seis gols sofridos
Ian Carlo e Carlão: um jogo, com um empate e um gol sofrido
Ronaldo Alves e Carlão: um jogo, com uma vitória e um gol sofrido
Thales e Tití: um jogo, com um empate e nenhum gol sofrido

Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no email
Email