Guarani passa por vistoria de Combate à Dengue e é aprovado

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

O Superintendente Administrativo do Guarani, Marcelo Tasso, juntamente com os funcionários da manutenção e responsáveis pela piscina do clube, recebeu na semana que passou a visita do pessoal de Ação de Combate a Dengue, que verificou todas as dependências do clube, inclusive a piscina, em busca de possíveis focos de procriação do mosquito Aedes Egypti, mas nada encontrou. Esta foi a primeira frente de vistorias que o Guarani enfrentou, já que paralelamente a esta ação, também fazem parte do plano de vistoria periódica (três em três meses) as visitas da Vigilância Sanitária e dos responsáveis pelo alvará de uso das dependências do clube, também já acontecidos e sem problemas encontrados.

“Após andarmos por todo o clube, inclusive a piscina que sempre é o foco principal das vistorias, recebemos a ótima notícia que nada de errado foi encontrado. Mesmo a piscina que tinha água em razão das chuvas que vem caindo, foram elogiadas pelo cuidado que recebem com o uso do cloro e de outros produtos que não permitem a procriação do mosquito”, disse Marcelo Tasso.

Na visita da segunda frente, onde estavam além do superintendente administrativo as equipes da Vigilância Sanitária e dos responsáveis pelo alvará de uso, somente um por menor foi levantado, mas o clube ficou isento de qualquer culpa, pois são efeitos dos fenômenos naturais; no caso, o acumulo de terra que correm com a água da chuva.

“O clube está de acordo com as exigências e sem risco para os sócios. Somente a terra foi citada como inconveniência, mas com total isenção do clube, já que as chuvas eram recentes no dia da visita”

Reabertura da piscina
Há mais de mês o presidente Horley Senna tem estudado a possibilidade da reabertura da piscina olímpica, para dar mais uma opção de divertimento aos seus associados. Aproveitando a excelente condição encontrada pelos fiscais, a ideia já será colocada em prática o mais rápido possível, podendo ainda neste mês de abril ser reaberta para os sócios do Guarani.

“O presidente já estava falando desta possibilidade e agora com a qualidade do serviço praticado no clube, que rendeu uma aprovação do órgãos competentes, deveremos providenciar o enchimento da piscina o mais breve possível”, finalizou Marcelo Tasso.

Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no email
Email