DÉRBI 203: dados e informações do confronto

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

FICHA TÉCNICA

GUARANI x aapp

Competição: Série B do Campeonato Brasileiro
Rodada: 6ª
Data: 08/05/2022 (domingo)
Horário: 16h
Local: Estádio Brinco de Ouro
Cidade: Campinas

ARBITRAGEM
Árbitro: Luiz Flavio de Oliveira (SP)
Auxiliar 1: Daniel Luis Marques (SP)
Auxiliar 2: Daniel Paulo Ziolli (SP)

Árbitro de vídeo: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral (SP)
Assistente VAR: Fabricio Porfirio de Moura (SP)

SUSPENSOS:
PENDURADOS: Diogo Mateus, Leandro Vilela, Nicolas Careca e Ronaldo Alves

DESTAQUES PRINCIPAIS

– No total, 19 jogadores do atual elenco já disputaram Dérbis. Índio e Júlio César, com quatro jogos, são os que mais participaram do clássico. Rodrigo Andrade (3), Ronaldo Alves (3), Diogo Mateus (2), Eduardo Person (2), Eliel (2), Lucão do Break (2), Mateus Ludke (2), Rafael Martins (2), Derlan (1), Giovanni Augusto (1), Kozlinski (1), Matheus Pereira (1), Maxwell (1), Ronald (1), Tití (1), Vitinho (1) e Yago (1) completam a lista

– Quatro jogadores do atual elenco já marcaram gol em Dérbis: Mateus Ludke fez no empate pela Série B de 2020 e os demais na vitória por 3 a 0 pelo Paulistão, em fevereiro: Lucão do Break, Giovanni Augusto e Diogo Mateus

– O Guarani defende uma invencibilidade de três jogos no clássico. No ano passado, pela Série B, venceu por 1 a 0 no Brinco e empatou sem gols fora de casa. Na atual temporada, pelo Paulistão, o Bugre foi mandante e venceu por 3 a 0

– Auxiliar-técnico fixo do clube, Ben-Hur Moreira será o responsável por dirigir o Guarani na partida de hoje. Ben-Hur nasceu em Bagé (RS), tem 44 anos e trabalha no Bugre desde agosto de 2020. Será a segunda vez que o profissional comanda a equipe  – a primeira foi em agosto de 2020, no empate com o Oeste (1×1) pela Série B

– O Guarani é o time com maior média de finalizações certas da Série B (média de 7.4 por jogo)

– O goleiro Kozlinski é o segundo com mais defesas praticadas no campeonato (23)

– O arqueiro bugrino é também o atleta com mais minutos disputados na temporada (1.710). Na sequência, aparecem os atacantes Lucão do Break (1.484) e Júlio César (1.338)

– Em relação aos gols marcados, Giovanni Augusto lidera a lista de artilheiros da equipe em 2022, com cinco gols. Lucão do Break (4) e Diogo Mateus (3) aparecem na sequência

– Titulares da zaga bugrina em oito dos últimos nove jogos, a dupla formada por João Victor e Ronaldo Alves sofreu apenas seis gols atuando junta – em três dessas partidas, a equipe não foi vazada

– João Victor é também o atleta com mais partidas consecutivas como titular no momento – o zagueiro iniciou os últimos nove jogos do Guarani

HISTÓRICO DA TEMPORADA 2022 

DESEMPENHO GERAL
20 jogos | 6 vitórias | 6 empates | 8 derrotas | 19 gols marcados | 25 gols sofridos

Desempenho como mandante
9 jogos | 4 vitórias | 3 empates | 2 derrotas | 13 gols marcados | 10 gols sofridos

Desempenho como visitante
11 jogos | 2 vitórias | 3 empates | 6 derrotas | 6 gols marcados | 15 gols sofridos

DESEMPENHO NA SÉRIE B
5 jogos | 1 vitória | 2 empates | 2 derrotas | 3 gols marcados | 5 gols sofridos

Desempenho como mandante
2 jogos | 1 vitória | 1 empate | 0 derrota | 1 gol marcado | 0 gol sofrido

Desempenho como visitante
3 jogos | 0 vitória | 1 empate | 2 derrotas | 2 gols marcados | 5 gols sofridos

DESEMPENHO NO CAMPEONATO PAULISTA
13 jogos | 4 vitórias | 3 empates | 6 derrotas | 13 gols marcados | 18 gols sofridos

Desempenho como mandante
6 jogos | 3 vitórias | 1 empate | 2 derrotas | 10 gols marcados | 8 gols sofridos

Desempenho como visitante
7 jogos | 1 vitória | 2 empates | 4 derrotas | 3 gols marcados | 10 gols sofridos

DESEMPENHO NA COPA DO BRASIL
2 jogos | 1 vitória | 1 empate | 0 derrota | 3 gols marcados | 2 gols sofridos

Desempenho como mandante
1 jogo | 0 vitória | 1 empate | 0 derrota | 2 gols marcados | 2 gols sofridos

Desempenho como visitante
1 jogo | 1 vitória | 0 empate | 0 derrota | 1 gol marcado | 0 gol sofrido

ÚLTIMO JOGO
Náutico 1 x 1 Guarani, dia 03/05, no Estádio dos Aflitos, em Recife, pela Série B

Escalação: Kozlinski; Diogo Mateus, João Victor, Ronaldo Alves e Matheus Pereira (Eliel); Leandro Vilela, Rodrigo Andrade (Índio) e Eduardo Person (Derlan); Bruno José (Yago), Júlio César (Ronald) e Nicolas Careca. Técnico: Daniel Paulista.

PRÓXIMO JOGO
Tombense x Guarani, dia 14/05, às 16h, no Estádio Soares de Azevedo, em Muriaé (MG), pela Série B

HISTÓRICO DO CONFRONTO

– Após 202 Dérbis, o Guarani leva vantagem no retrospecto do confronto, com 69 vitórias, 66 empates, 66 derrotas, além de um resultado desconhecido no primeiro clássico. O Bugre marcou 270 gols e sofreu 267.

– Essa superioridade no clássico tem mais de 100 anos. Desde que venceu a rival pela terceira vez, em 1916, e assumiu a vantagem no retrospecto, o Guarani sempre teve mais vitórias.

– Em partidas disputadas no Estádio Brinco de Ouro, a vantagem também é bugrina. Em 68 confrontos, são 20 vitórias, 31 empates e 17 derrotas

– A maior goleada em Dérbis pertence ao Guarani. Em 5 de junho de 1960, pela Taça da Amizade, o Bugre atropelou a rival por 6 a 0, com gols de Benê I (duas vezes), Osvaldo (duas vezes), Cabrita e Paulo Leão.

– O chamado ‘Dérbi do Século’ também teve vitória bugrina. Em 29 de abril de 2012, o Guarani derrotou a rival por 3 a 1, de virada, no Brinco de Ouro, e garantiu vaga na decisão do Campeonato Paulista. Medina, autor de dois gols, eternizou seu nome na história do clube.

– O Guarani defende uma invencibilidade de três jogos no clássico. No ano passado, pela Série B, venceu por 1 a 0 no Brinco e empatou sem gols fora de casa. Na atual temporada, pelo Paulistão, o Bugre foi mandante e venceu por 3 a 0

– Com o último placar, o Guarani também voltou a vencer o Dérbi por três gols de diferença, algo que não acontecia desde o Campeonato Paulista de 1960

– O maior artilheiro da história do Dérbi é o bugrino Zuza, com 17 gols.

HISTÓRICO NA COMPETIÇÃO

– Retrospecto do Guarani na segunda divisão do Brasileiro
444 jogos | 170 vitórias | 119 empates | 155 derrotas | 546 gols marcados | 515 gols sofridos

Títulos: 1 (1981 – Taça de Prata)
Vice-campeonatos: 2 (1991 e 2009)

Primeiro jogo: 11/01/1981 – Guarani 1 x 0 Coritiba (gol de Careca) – Estádio Brinco de Ouro (Campinas)
Último jogo: 03/05/2022 – Náutico 1 x 1 Guarani (gol de Bruno José) – Estádio dos Aflitos (Recife)

– Retrospecto como mandante
222 jogos | 118 vitórias | 51 empates | 53 derrotas | 325 gols marcados | 204 gols sofridos

– Retrospecto como visitante
222 jogos | 52 vitórias | 68 empates | 102 derrotas | 221 gols marcados | 311 gols sofridos

Maior goleada como mandante
21/01/1981 – Guarani 6 x 0 Serrano-RJ (gols de Jorge Mendonça, três vezes, Careca, Ângelo e Lúcio) – Brinco de Ouro (Campinas)

Maiores goleadas como visitante
05/03/1983 – Maranhão 1 x 5 Guarani (gols de Marcelo, duas vezes, Luiz Müller, Everton e gol contra de Val) – Estádio Castelão (São Luís-MA)
25/11/2006 – Vila Nova 1 x 5 Guarani (gols de Alex Afonso, duas vezes, Danilo, Deyvid Sacconi e Túlio) – Estádio Jonas Duarte (Anápolis-GO)

COMISSÃO TÉCNICA 
Auxiliar-técnico fixo do clube, Ben-Hur Moreira será o responsável por dirigir o Guarani na partida de hoje. Ben-Hur nasceu em Bagé (RS), tem 44 anos e trabalha no Bugre desde agosto de 2020. Será a segunda vez que o profissional comanda a equipe  – a primeira foi em agosto de 2020, no empate com o Oeste (1×1) pela Série B.

NÚMEROS INDIVIDUAIS 

JOGOS

Geral
Julio César (62), Índio (61), Rodrigo Andrade (53), Lucão do Break (47), Ronaldo Alves (42), Eliel (38), Eduardo Person (36), Mateus Ludke (33), Diogo Mateus (31), Rafael Martins (29), Maxwell (21), Kozlinski (19), Giovanni Augusto (18), Yago (17), Derlan (16), Matheus Pereira (15), Ronald (14), Madison (12), Nicolas Careca (11), João Victor (10), Lucas Venuto (9), Ernando (8), Tití (7), Vitinho (6), Bruno José (4), Leandro Vilela (4), Marcinho (4), Leandro Castan (1), Lucas Cardoso (1), Lucas Ramon (1)

Temporada 2022
Júlio César (19), Kozlinski (19), Giovanni Augusto (18), Lucão do Break (18), Rodrigo Andrade (17), Yago (17), Derlan (16), Índio (16), Matheus Pereira (15), Ronald (14), Ronaldo Alves (14), Madison (12), Eduardo Person (11), Nicolas Careca (11), Diogo Mateus (10), João Victor (10), Lucas Venuto (9), Mateus Ludke (9), Maxwell (9), Ernando (8), Eliel (7), Vitinho (6), Bruno José (4), Leandro Vilela (4), Marcinho (4), Leandro Castan (1), Lucas Ramon (1), Rafael Martins (1)

Série B 2022
João Victor (5), Júlio César (5), Kozlinski (5), Nicolas Careca (5), Rodrigo Andrade (5), Yago (5), Bruno José (4), Diogo Mateus (4), Índio (4), Leandro Vilela (4), Marcinho (4), Matheus Pereira (4), Ronald (4), Ronaldo Alves (4), Derlan (3), Giovanni Augusto (3), Lucão do Break (3), Eduardo Person (2), Eliel (2), Madison (2), Leandro Castan (1), Lucas Ramon (1), Lucas Venuto (1)

GOLS

Geral
Lucão do Break (11), Giovanni Augusto (5), Júlio César (5), Diogo Mateus (4), Mateus Ludke (3), Matheus Pereira (2), Ronaldo Alves (2), Bruno José (1), Eduardo Person (1), Ernando (1), Índio (1), João Victor (1), Rodrigo Andrade (1), Ronald (1)

Temporada 2022
Giovanni Augusto (5), Lucão do Break (4), Diogo Mateus (3), Matheus Pereira (2), Bruno José (1), Ernando (1), Índio (1), João Victor (1), Ronald (1)

Série B 2022
Bruno José (1), Diogo Mateus (1), Matheus Pereira (1)

ASSISTÊNCIAS

Geral
Julio César (5), Diogo Mateus (3), Eduardo Person (3), Giovanni Augusto (2), Lucão do Break (2)

Temporada 2022
Giovanni Augusto (2), Eduardo Person (1), Júlio César (1), Lucão do Break (1)

Série B 2022
Eduardo Person (1)

BOLAS PARADAS
Último gol de falta: Diogo Mateus (27/01/2022 – Guarani 2 x 1 São Paulo – Brinco de Ouro, em Campinas, pelo Campeonato Paulista)

Último gol de pênalti em tempo regulamentar: Giovanni Augusto (26/02/2022 – Guarani 2 x 3 Santo André – Brinco de Ouro, em Campinas, pelo Campeonato Paulista)

Última defesa de pênalti em tempo regulamentar: Rafael Martins (04/11/2021 – Guarani 1 x 0 Vasco – Brinco de Ouro, em Campinas, pela Série B)

FORMAÇÕES DE ZAGA TITULARES
João Victor e Ronaldo Alves: 8 jogos, 2 vitórias, 5 empates, 1 derrota e 6 gols sofridos
Ernando e Derlan: 5 jogos, 1 vitória, 1 empate, 3 derrotas e 7 gols sofridos
Ronaldo Alves e Derlan: 4 jogos, 2 vitórias, 2 derrotas e 5 gols sofridos
Ernando e Ronaldo Alves: 2 jogos, 1 vitória, 1 derrota e 4 gols sofridos
João Victor e Derlan: 1 jogo, 1 derrota e 3 gols sofridos

Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no email
Email