DÉRBI 201: dados e informações do confronto

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

FICHA TÉCNICA 

AAPP x GUARANI (Dérbi 201)
Competição: Série B do Campeonato Brasileiro
Rodada: 24ª
Data: 17/09/2021 (sexta-feira)
Horário: 21h30
Local: Estádio Moisés Lucarelli
Cidade: Campinas (SP)

ARBITRAGEM
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (RJ)
Auxiliar 1: Eduardo Gonçalves da Cruz (MS)
Auxiliar 2: Márcia Bezerra Lopes Caetano (RO)
Quarto Árbitro: Thiago Lourenço de Mattos (SP)
Analista de Campo: Antonio Rogério Batista do Prado (SP)

Árbitro de Vídeo: Carlos Eduardo Nunes Braga (RJ)
Assistente VAR: Rejane Caetano da Silva (RJ)
Observador do VAR: Luiz Vanderlei Martinucho (SP)

PENDURADOS

Carlão, Daniel Paulista, Eliel, Lucão do Break e Rafael Martins

DESTAQUES PRINCIPAIS

– No total, 25 jogadores do atual elenco já disputaram Dérbis. Bruno Silva e Renanzinho, com quatro jogos, são os que mais participaram do clássico.

– Três jogadores do atual elenco já marcaram gol em Dérbis: Júnior Todinho na vitória por 3 a 2 em 16 de março de 2020, Mateus Ludke no empate em 1 a 1 em 5 de janeiro de 2021 e Régis na vitória por 1 a 0 em 19 de junho de 2021.

– O Guarani tem um dos melhores ataques da Série B, com 34 gols marcados em 23 partidas (média de 1,47 por jogo). Doze atletas diferentes balançaram as redes pelo Bugre: Régis (8), Bruno Sávio (7), Allan Victor (3), Bidu (3), Lucão do Break (3), Davó (2), Júlio César (2), Andrigo (1), Bruno Silva (1), Diogo Mateus (1), Pablo (1) e Ronaldo Alves (1) – também houve um gol contra de Alex Silva, do Operário.

– Prova da força coletiva da equipe é que, desse total de gols, 27 foram originados por assistências.

– Defensivamente, o Guarani também apresenta nítida evolução. Nas últimas oito partidas, foram cinco gols sofridos, sendo apenas um nos últimos três jogos.

– Sete jogadores formados recentemente na base já atuaram pela equipe na Série B (o zagueiro Tití, os laterais Mateus Ludke, Bidu e Eliel, o volante Pedro Acorsi e os atacantes Matheus Souza e Renanzinho). Os garotos revelados no Brinco totalizam 3.013 minutos em campo.

– O Guarani é o terceiro time no ranking de passes certos (média de 344 por jogo) e o terceiro em eficiência na troca de passes (89,9% de acerto)

– Com o gol marcado na vitória sobre o CSA, o meia Régis se manteve como um dos jogadores com mais participações decisivas na Série B – o camisa 78 já participou de 13 gols, com oito bolas na rede e cinco assistências.

– Autor do passe decisivo na última rodada, Bruno Sávio também se destaca nesse sentido. O atacante tem 11 participações em gols, com sete tentos e quatro assistências.

– Com 57 interceptações de bola em 21 partidas, o lateral-esquerdo Bidu é o líder desse fundamento no campeonato.

– O volante Bruno Silva é o jogador com mais passes certos na Série B, com 1.195 (média de 54,3 por jogo). O capitão bugrino tem um índice de precisão de 89,85% – é a maior efetividade entre os principais passadores do campeonato.

HISTÓRICO DA TEMPORADA 2021 

Desempenho geral
36 jogos | 14 vitórias | 10 empates | 12 derrotas | 45 gols marcados | 43 gols sofridos

Desempenho como mandante
18 jogos | 7 vitórias | 5 empates | 6 derrotas | 20 gols marcados | 20 gols sofridos

Desempenho como visitante
18 jogos | 7 vitórias | 5 empates | 6 derrotas | 25 gols marcados | 23 gols sofridos

Campanha na Série B do Brasileiro
23 jogos | 10 vitórias | 7 empates | 6 derrotas | 34 gols marcados | 27 gols sofridos

Desempenho como mandante
12 jogos | 6 vitórias | 3 empates | 3 derrotas | 16 gols marcados | 12 gols sofridos

Desempenho como visitante
11 jogos | 4 vitórias | 4 empates | 3 derrotas | 18 gols marcados | 15 gols sofridos

ÚLTIMO JOGO
Guarani 1 x 0 CSA, dia 07/09, no Estádio Brinco de Ouro, em Campinas, pela Série B

Escalação: Rafael Martins; Mateus Ludke, Thales (Carlão), Ronaldo Alves e Bidu; Bruno Silva e Rodrigo Andrade (Índio); Bruno Sávio, Andrigo (Régis) e Júlio César (Tití); Lucão do Break (Maxwell). Técnico: Daniel Paulista.

PRÓXIMO JOGO
Guarani x Remo, dia 21/09, às 16h, no Estádio Brinco de Ouro, pela Série B

HISTÓRICO DO CONFRONTO 

– Após 200 Dérbis, o Guarani leva vantagem no retrospecto do confronto, com 68 vitórias, 65 empates, 66 derrotas, além de um resultado desconhecido no primeiro clássico. O Bugre marcou 267 gols e sofreu a mesma quantidade.

– Essa superioridade no clássico tem mais de 100 anos. Desde que venceu a rival pela terceira vez, em 1916, e assumiu a vantagem no retrospecto, o Guarani sempre teve mais vitórias.

– A maior goleada em Dérbis pertence ao Guarani. Em 5 de junho de 1960, pela Taça da Amizade, o Bugre atropelou a rival por 6 a 0, com gols de Benê I (duas vezes), Osvaldo (duas vezes), Cabrita e Paulo Leão.

– O chamado ‘Dérbi do Século’ também teve vitória bugrina. Em 29 de abril de 2012, o Guarani derrotou a rival por 3 a 1, de virada, no Brinco de Ouro, e garantiu vaga na decisão do Campeonato Paulista. Medina, autor de dois gols, eternizou seu nome na história do clube.

– No Dérbi do primeiro turno, o de número 200, o Bugre conquistou o resultado positivo ao vencer por 1 a 0, no Brinco. O meia Régis foi o autor do gol.

– O maior artilheiro da história do Dérbi é o bugrino Zuza, com 17 gols.

HISTÓRICO NA COMPETIÇÃO

– Retrospecto do Guarani na segunda divisão do Brasileiro
424 jogos | 163 vitórias | 112 empates | 149 derrotas | 523 gols marcados | 496 gols sofridos

Títulos: 1 (1981 – Taça de Prata)
Vice-campeonatos: 2 (1991 e 2009)

Primeiro jogo: 11/01/1981 – Guarani 1 x 0 Coritiba (gol de Careca) – Brinco de Ouro (Campinas)
Último jogo: 07/09/2021 – Guarani 1 x 0 CSA (gol de Régis) – Brinco de Ouro (Campinas)

– Retrospecto como mandante
213 jogos | 113 vitórias | 49 empates | 51 derrotas | 312 gols marcados | 199 gols sofridos

– Retrospecto como visitante
211 jogos | 50 vitórias | 63 empates | 98 derrotas | 211 gols marcados | 297 gols sofridos

Maior goleada como mandante: 21/01/1981 – Guarani 6 x 0 Serrano-RJ (gols de Jorge Mendonça, três vezes, Careca, Ângelo e Lúcio) – Brinco de Ouro (Campinas)

Maiores goleadas como visitante:
05/03/1983 – Maranhão 1 x 5 Guarani (gols de Marcelo, duas vezes, Luiz Müller, Everton e gol contra de Val) – Estádio Castelão (São Luís-MA)
25/11/2006 – Vila Nova 1 x 5 Guarani (gols de Alex Afonso, duas vezes, Danilo, Deyvid Sacconi e Túlio) – Estádio Jonas Duarte (Anápolis-GO)

COMISSÃO TÉCNICA 
Desde a estreia, em 28 de maio de 2021, a comissão técnica comandada por Daniel Paulista soma 23 jogos, com dez vitórias, sete empates e seis derrotas. Foram 34 gols marcados e 27 gols sofridos.

NÚMEROS INDIVIDUAIS 

JOGOS

Geral: Bruno Silva (78), Bidu (76), Pablo (73), Bruno Sávio (66), Renanzinho (55), Rafael Costa (49), Gabriel Mesquita (46), Júnior Todinho (37), Índio (32), Andrigo (30), Eliel (29), Julio César (29), Matheus Souza (28), Rodrigo Andrade (26), Thales (25), Eduardo Person (24), Régis (22), Lucão do Break (20), Allan Victor (16), Tony (16), Diogo Mateus (15), Carlão (14), Rafael Martins (14), Ronaldo Alves (14), Mateus Ludke (13), Maxwell (8), Tití (7), Pedro Acorsi (4), Caio (3), Alan Leite (1), Ian Carlo (1), Lucas Cardoso (1)

Temporada 2021: Bruno Silva (33), Índio (32), Bidu (31), Andrigo (30), Julio César (29), Bruno Sávio (28), Pablo (26), Rodrigo Andrade (26), Thales (25), Gabriel Mesquita (23), Régis (22), Lucão do Break (20), Matheus Souza (19), Renanzinho (18), Allan Victor (16), Tony (16), Diogo Mateus (15), Carlão (14), Rafael Martins (14), Ronaldo Alves (14), Eliel (12), Rafael Costa (12), Mateus Ludke (9), Maxwell (8), Tití (7), Pedro Acorsi (3), Caio Henrique (1), Ian Carlo (1)

Série B 2021: Bruno Silva (22), Bidu (21), Índio (21), Bruno Sávio (20), Lucão do Break (20), Thales (20), Andrigo (19), Julio César (18), Gabriel Mesquita (17), Allan Victor (16), Pablo (16), Diogo Mateus (15), Régis (15), Rodrigo Andrade (15), Carlão (14), Ronaldo Alves (14), Matheus Souza (9), Maxwell (8), Renanzinho (8), Tony (8), Rafael Martins (7), Tití (7), Eliel (5), Mateus Ludke (3), Pedro Acorsi (3), Ian Carlo (1), Rafael Costa (1)

GOLS

Geral: Bruno Sávio (11), Júnior Todinho (11), Rafael Costa (8), Régis (8), Bidu (7), Andrigo (5), Pablo (4), Allan Victor (3), Julio César (3), Lucão do Break (3), Renanzinho (3), Bruno Silva (1), Diogo Mateus (1), Eduardo Person (1), Mateus Ludke (1), Rodrigo Andrade (1), Ronaldo Alves (1)

Temporada 2021: Bruno Sávio (8), Régis (8), Andrigo (5), Allan Victor (3), Bidu (3), Julio César (3), Lucão do Break (3), Bruno Silva (1), Diogo Mateus (1), Pablo (1), Rafael Costa (1), Rodrigo Andrade (1), Ronaldo Alves (1)

Série B 2021: Régis (8), Bruno Sávio (7), Allan Victor (3), Bidu (3), Lucão do Break (3), Julio César (2), Andrigo (1), Bruno Silva (1), Diogo Mateus (1), Pablo (1), Ronaldo Alves (1)

ASSISTÊNCIAS

Geral: Bruno Sávio (10), Bidu (8), Régis (6), Júnior Todinho (4), Julio César (3), Andrigo (2), Diogo Mateus (2), Eduardo Person (2), Pablo (2), Carlão (1), Matheus Souza (1), Rafael Costa (1), Renanzinho (1), Thales (1), Tony (1)

Temporada 2021: Bruno Sávio (6), Régis (6), Bidu (3), Julio César (3), Andrigo (2), Diogo Mateus (2), Carlão (1), Matheus Souza (1), Pablo (1), Thales (1), Tony (1)

Série B 2021: Régis (5), Bruno Sávio (4), Bidu (3), Julio César (3), Andrigo (2), Diogo Mateus (2), Carlão (1), Matheus Souza (1), Pablo (1), Thales (1), Tony (1)

CAPITÃO
Mais vezes capitão do time na temporada 2021: Bruno Silva (26), Airton (8), Thales (1), Tony (1)

Mais vezes capitão do time na Série B 2021: Bruno Silva (22), Thales (1)

BOLAS PARADAS
Último gol de falta: Lucas Crispim (31/08/2020 – Guarani 1 x 1 Oeste – Brinco de Ouro, em Campinas, pela Série B)

Último gol de pênalti em tempo regulamentar: Lucão do Break (24/08/2021 – Guarani 3 x 0 Operário – Brinco de Ouro, em Campinas, pela Série B)

Última defesa de pênalti em tempo regulamentar: Jefferson Paulino (20/02/2020 – Palmeiras 1 x 0 Guarani – Allianz Parque, em São Paulo, pelo Campeonato Paulista)

DUPLAS DE ZAGA TITULARES

Thales e Ronaldo Alves: 11 jogos, com sete vitórias, dois empates, duas derrotas e dez gols sofridos
Thales e Carlão: sete jogos, com duas vitórias, dois empates, três derrotas e dez gols sofridos
Thales e Tití: dois jogos, com um empate, uma derrota e quatro gols sofridos
Ronaldo Alves e Carlão: dois jogos, com uma vitória, um empate e dois gols sofridos
Ian Carlo e Carlão: um jogo, com um empate e um gol sofrido

Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no email
Email