Fundação

Fundadores do Guarani Futebol Clube

Vicente Matallo, Pompeu de Vito, Hernani Matallo, José Trani, Romeu de Vito, Alfredo Seiffert, Luiz Bertoni, Antônio de Lucca, José Giardini, Ângelo Panattoni, Miguel Grecco, Julio Palmieri.

O futebol em Campinas começou a ser praticado no pátio do Gymnasio do Estado (atual Culto à Ciência). Entre os anos 1902 e 1911, cerca de 25 clubes de futebol foram formados na Cidade por estudantes, operários e ferroviários, quase sempre com vida efêmera. Em março de 1911, porém, alguns adolescentes da classe baixa e média começaram a idealizar a fundação de mais um clube de futebol em Campinas. Mas esse não haveria de ser apenas “mais um”.

Os amigos Pompeo de Vito, Vincenzo (Vicente) Matallo e seu primo Hernani Felippo Matallo, este estudante do Gymnasio, passaram a contatar amigos e parentes para que comparecessem a uma reunião, marcada para a Praça Carlos Gomes.

Naquela época, a Praça Carlos Gomes, situada na esquina das ruas Conceição e Irmã Serafina, não passava de um grande terreno, cercado de palmeiras imperiais. Ainda não era ajardinada. Era comum os jovens a invadirem para jogarem futebol. O nome Carlos Gomes foi uma homenagem da cidade ao grande maestro e compositor campineiro Antônio Carlos Gomes (11/07/1836 – 16/09/1896), autor de óperas internacionalmente conhecidas, como Fosca, Il Condor, Salvador Rosa, Lo Schiavo e Il Guarany, entre outras. Il Guarany, a obra (de 1870) mais famosa do compositor, foi baseada num romance homônimo escrito por José de Alencar, que narrava a estória de um índio da nação Guarany que se apaixona pela filha de um fidalgo colonizador.

No dia 1º de abril de 1911 (sábado) ocorreu a reunião da fundação, à qual compareceram doze jovens, sendo que dois eram italianos: Vicente Matallo (18 anos) e Antonio de Lucca (16). Outros nove eram filhos de imigrantes italianos: Pompeo de Vito (15 anos), seu irmão Romeo Antonio de Vito (16), Angelo Panattoni (16), José Trani (16), Luiz Bertoni (19), José Giardini (18), Miguel Grecco (17), Julio Palmieri (16) e Hernani Felippo Matallo (16). Alfredo Seiffert Jaboby Junior (18) era o único de família oriunda da Alemanha.

Depois de muita discussão em relação ao nome do clube, foi aprovada a proposta de José Trani de “Guarany Foot-Ball Club”, em homenagem à obra mais conhecida do maestro Carlos Gomes. As cores do clube foram compostas pelo verde e branco, que faziam alusão ao verde da Praça e à luz do dia que os iluminava, sendo sugestão de Romeo de Vito. Foi estabelecida também uma mensalidade de 500 réis, e eleita uma diretoria provisória, com Vicente Matallo como presidente do clube.

Porém, havia um detalhe: aquele dia era conhecido como “dia da mentira”, e para evitar gozações futuras, decidiram que o clube passaria a existir a partir do dia seguinte, ficando estabelecida a data de fundação como 2 de abril de 1911.

Uma nova reunião foi realizada em 9 de abril para instalação definitiva da associação. O número de adeptos crescera rapidamente. O local já foi uma ampla sala no centro da cidade, cedida pela Sociedade Recreativa 7 de Setembro, e ali compareceram ao menos 21 pessoas. Procedeu-se, então, à eleição de uma diretoria definitiva, com mandato de um ano, e Vicente Matallo foi ratificado como o primeiro presidente do Clube. Os cargos foram assim preenchidos:

Presidente: Vicente Matallo

Vice-Presidente: Adalberto Sarmento

1º Secretário: Raphael Iório

2º Secretário: Paulino Montandon

Tesoureiro: Pompeo de Vito

1º Capitão: Luiz Bertoni

2º Capitão: Francisco Oliveira

1º Fiscal de Bola: Antonio de Lucca

2º Fiscal de Bola: José Trani

Procurador: Aurélio Rovere.

Em poucas semanas foram elaborados os primeiros estatutos. Ao mesmo tempo, outro grupo conseguia junto a Prefeitura Municipal à concessão de uso de um terreno de terra batida, na confluência das ruas Francisco Theodoro e Dr. Salles de Oliveira, no bairro Villa Industrial. Ali se instalou o primeiro campo para treinos e jogos, confeccionando-se as traves com bambus. No dia 23 de abril de 1911 realizava-se, no chamado “Ground da Villa Industrial”, o primeiro treino entre dois times formados por associados do Guarany Foot-Ball Club.