Futebol Profissional

Umberto pede equilíbrio e afirma: “Temos que ter a mesma regularidade e eficiência”

O Bugre encerra a preparação nesta tarde no Brinco de Ouro

Por Guarani Futebol Clube
Publicado em 30/03/2018, às 15:53.

…

Ansiedade. Essa é a palavra que dominou a entrevista coletiva do técnico Umberto Louzer na tarde desta sexta-feira (31), antes da última atividade do elenco Bugrino para o primeiro jogo da semifinal, em Piracicaba, diante do XV. O comandante do Alviverde afirmou que o trabalho é realizado justamente para conter a ansiedade do grupo a fim de focar no que deve ser corrigido para ter uma atuação equilibrada na primeira partida decisiva da semifinal.

“Ontem tivemos uma conversa com os atletas sobre equilibrar a ansiedade. Eu entendo que a ansiedade é excesso de futuro. Nós não temos como antecipar o tempo e por isso precisamos trabalhar dia a dia, continuar fazendo aquilo que fizemos durante todo o campeonato e de algum modo tentar conter essa ansiedade para chegar contra o XV e fazer uma grande primeira partida dentro daquilo que treinamos para sair de lá com um grande resultado”, explicou Umberto.

O treinador explicou que a decisão de fechar os treinamentos durante a semana decisiva serve para gerar dúvidas e corrigir situações pontuais na equipe: “Sempre fazemos isso pra tentar gerar dúvida no adversário e no treinador. Mas hoje com todo mundo estudando o que foi apresentado durante a competição todos se conhecem. Eu tenho procurado dar continuidade àquele trabalho que vínhamos desenvolvendo, o Guarani se portou super bem dentro da primeira fase. Temos que ter essa mesma regularidade e eficiência, com um grau a mais de concentração por se tratar de uma decisão”, disse o treinador Bugrino.

“Você tem que estar atento a todos os detalhes para minimizar todas as possibilidades de jogo do adversário. Temos que colocar em prática o que fizemos até agora. Nós sabemos a receita do que deve ser feito para sair com um grande resultado”, completou o comandante.

Por fim, Umberto demonstrou-se orgulhoso por ocupar o cargo de treinador do Guarani: “É um motivo de orgulho assim como é para a comissão e para os atletas. Sei da responsabilidade, do que representa ocupar esse cargo à frente de um clube tão gigantesco dentro do cenário do futebol. Procuro conter minha ansiedade também para chegar preparado nesse jogo e dar um passo grande para nosso acesso”, finalizou.