Futebol Profissional

Pós-Jogo: Umberto analisa derrota e afirma: “É normal oscilar mas precisamos minimizar esses erros”

Por Guarani Futebol Clube
Publicado em 18/07/2018, às 01:37.

…

Após a derrota para o Figueirense, nesta terça-feira (17), no Brinco de Ouro, o técnico Umberto Louzer ressaltou a importância de minimizar os erros para não oscilar muito dentro da “difícil” disputa do Campeonato Brasileiro da Série B.

O comandante analisou a postura por parte da equipe Bugrina e classificou como “abaixo”, o desempenho do Bugre na partida desta noite: “Perder sempre é ruim, perder dentro de nossos domínios também. Precisamos analisar o jogo em um geral. Hoje apresentamos um futebol abaixo em relação as últimas atuações tanto individual como coletivamente. Foi um jogo que quem errou menos conseguiu vencer. O Figueirense veio aqui com a estratégia de jogar em nossos erros e foi eficiente”, afirmou. “Iniciamos a partida um pouco dispersos e pagamos caro por não conseguir o resultado e dar sequência aos últimos resultados positivos conquistados”, completou.

Após ficar duas vezes atrás no marcador e conseguir buscar o empate, Umberto pediu para os atletas retornarem com o nível de atenção maior para a segunda etapa, porém, o Alviverde teve dificuldade para neutralizar os contra-ataques e as transições do adversário: “No intervalo fizemos uma correção em relação ao nível de concentração. Eles vieram com a proposta de se defender jogar na transição. Isso foi passado em nossa preleção. Porém, infelizmente não conseguimos neutralizar essas ações, permitimos essa forma de jogar e pagamos caro com a derrota”, explicou.

Por fim, o treinador declarou que é de suma importância minimizar os erros e encontrar o equilíbrio necessário para conseguir a sequência da competição: “Temos que dar confiança aos atletas nesse momentos. Todos estão sujeitos a erros. A competição é muito equilibrada. Todas equipes estão tendo dificuldade para vencer dentro de casa e, por isso, precisamos continuar buscando nossa evolução diária. Estamos em um processo de reconstrução. É normal oscilar mas precisamos minimizar esses erros”, finalizou.

Confira a entrevista coletiva