Comunicados Futebol Profissional

Descanse em paz, professor Vadão!

Por Guarani Futebol Clube
Publicado em 25/05/2020, às 14:32.

…

É com profundo pesar que o Guarani Futebol Clube anuncia o falecimento do ex-treinador, Oswaldo Alvarez, mais conhecido como Vadão. O comandante que, pelo Bugre, foi vice-campeão brasileiro da Série B e paulista faleceu nesta segunda-feira (25), aos 63 anos, vitima de câncer. 

Vadão foi diagnosticado com a doença no começo deste ano, quando passou por sessões de quimioterapia e chegou a apresentar evolução, mas o quadro voltou a se agravar recentemente. O treinador foi internado na UTI nesta semana e não resistiu. 

Oswaldo Alvarez – Vadão

Natural de Monte Azul Paulista, Oswaldo Alvarez começou a vida futebolística no Guarani, passou pelas categorias de base do Bugre, precisamente em 1974. Teve passagens por clubes do interior paulista, mas logo encerrou a carreira como atleta.

Vadão começou a carreira de técnico de futebol no Mogi Mirim, onde foi responsável por montar o famoso “carrossel caipira” no início dos anos 90. Logo Após, dirigiu o Bugre pela primeira vez – no total foram cinco –  em 1995, por apenas seis jogos (nenhum deles no Brinco de Ouro). 

Em 1997, tirou o Bugre do rebaixamento à Série B. Na terceira passagem, levou a equipe à elite do Brasileiro em 2009. Conquistou o vice-campeonato paulista de 2012. A última passagem foi em 2017, pelo Paulistão A2 e Serie B do brasileiro. 


O treinador teve passagens por diversos clubes do interior paulista na década de 90. Além do Guarani, Vadão dirigiu grandes equipes no cenário nacional, como, Athletico Paranaense, Corinthians, São Paulo, Bahia, Goiás, Sport, entre outros.

Seu último trabalho foi pela seleção feminina. Vadão deixou o comando em meados do ano passado após o Mundial da França. Pela seleção, o técnico conquistou o bicampeonato da Copa América (2014 e 2018), a medalha de ouro nos Jogos Pan-Americanos de 2015, dois Torneios Internacionais, além de um quarto lugar nos Jogos Olímpicos do Rio 2016.

Vice-Campeão Brasileiro da Série B 2009

Em 2009, assumiu o desafio de montar, praticamente do zero, o time para a Série B do Brasileiro. Vadão foi o grande responsável pelo acesso do Bugre à elite do futebol nacional. O clube tinha acabado de ser rebaixado no Campeonato Paulista e deu a volta por cima rapidamente, a partir de nomes como Bruno Aguiar, Walter Minhoca, Fabinho e Ricardo Xavier. Sob o comando de Vadão, o Bugre venceu os cinco primeiros jogos, passou 11 rodadas invicto e garantiu o acesso na penúltima rodada, contra o Bahia, em Salvador.

Vice-Campeão Paulista 2012

Novamente com um grande desafio nas costas, Vadão às pressas montou o elenco do Guarani e mostrou novamente sua competência. Aproveitou alguns nomes do elenco anterior (Emerson, Neto e Fabinho como pilares) e buscou reforços experientes a custo zero, como Domingos, Fumagalli e Wellington Monteiro. Mesmo com poucos dias de treino, o Guarani surpreendeu, ao avançar à fase final, eliminar Palmeiras, Aapp – dérbi que está eternizado na memória de todos bugrinos –  na fase final e só parar no Santos.

“Mister Dérbi”


Na cidade de Campinas, Vadão é conhecido como “Mister Dérbi”. Tendo a oportunidade de dirigir os dois clubes da cidade, Oswaldo Alvarez nunca saiu derrotado do dérbi campineiro. Em nove clássicos, o técnico conseguiu cinco vitórias e quatro empates. Pelo Bugre, a maior lembrança certamente é o dia 29 de abril de 2012: 3 a 1 para o Guarani, no Brinco de Ouro, pela semifinal do Campeonato Paulista.

O Guarani Futebol Clube, através do Conselho de Administração e toda família Bugrina agradece por tudo que Vadão já fez pelo nosso Bugre e externa os sentimentos à família e aos amigos. Descanse em Paz, Vadão!