Futebol Profissional

Luis Henrique pega pênalti, Eliandro marca e Guarani vence

Por Gabriel Ferrari
Publicado em 12/03/2017, às 13:32. Atualizado em 13/03/2017 às 15:56.

…

Após empatar fora de casa com o Rio Claro, o Bugre viajou mais uma vez para enfrentar o Votuporanguense, em Votuporanga, em duelo válido pela 10ª rodada do Campeonato Paulista da Série A2. Em uma partida emocionante, o alviverde bateu o time da casa por 1 a 0, com gol de Eliandro. Luis Henrique ainda defendeu um pênalti, enquanto a partida estava empatada em 0 a 0.

O Jogo

Após realizar um bom jogo com o Rio Claro, em Rio Claro, o técnico Mauricio Barbieri teve uma semana cheia para preparar o Bugre para enfrentar o Votuporanguense. Mauricio foi forçado fazer duas mudanças na equipe, isso porque Bruno Nazário sentiu a coxa e Uederson foi expulso. Entraram na equipe Renato e Eliandro, sendo assim, o Guarani para a partida teve: Luis Henrique, Lenon, Genilson, Jussani e Denis Neves; Auremir e Evandro; Renato, Marcinho e Fumagalli; Eliandro.

O Guarani começou muito bem postado. Logo aos 2′, Fumagalli cobrou escanteio, Auremir fez o bloqueio dentro da área, Renato subiu sozinho e cabeceou firme para fora assustando o goleiro Vitor Prada. A boa chegada do Guarani foi uma das poucas no início da partida. Aos 18′, Denis que havia tido uma paralisia facial ao longo da semana, passou mal e foi substituído por Gilton.

O Bugre ganhou em poder de marcação e praticamente anulou as chegadas pela esquerda do CAV. Aos 26′, Fumagalli arriscou de fora da área, a bola bateu na zaga e Renato mandou para fora. Aos 28′, o Bugre quase abriu o marcador. Paulo Henrique tentou recuar e pegou Vitor de surpresa. O goleiro voltou e conseguiu recuperar. O primeiro tempo foi de poucas chances. O forte calor em Votuporanga afetou muito a partida dentro das quatro linhas.

O Guarani só voltou ao gol de Vitor Prada aos 41′. Lenon pegou rebote e chutou firme. Vitor foi na bola e mandou pela linha de fundo. O primeiro tempo de muito calor fez com que a partida tivesse poucas chances reais de gol e o marcador ficou empatado em 0 a 0.

A segunda etapa começou da mesma forma que terminou a primeira: com pouca intensidade de ambos os lados e consequentemente com poucas chegadas. O Bugre desceu pela primeira vez aos 9′. Após cobrança de falta, Jussani ganhou do goleiro Vitor mas não conseguiu concluir. Apesar do início fraco, a segunda etapa foi o que teve de melhor no geral.

Aos 24′, o CAV chegou com perigo. Thiago Miracema, que acabara de entrar, fintou a marcação e chutou na trave de Luis Henrique. O susto foi pequeno perto do que o Bugre passou aos 30′. Gilton tentou afastar a bola e tocou em Paulo Josué. Alessandro Darcie assinalou pênalti. Na cobrança, Luis Henrique, bem posicionado fez a defesa e manteve o empate no placar.

Precisando vencer, Mauricio Barbieri mexeu no Guarani. Braian Samudio e Lorran entraram nos lugares de Marcinho e Fumagalli. A mudança deu ânimo novo ao Bugre. Aos 39′, após parada técnica. Braian ganhou de cabeça, Lorran cruzou para trás, o paraguaio chutou e no rebote, Eliandro, sempre bem posicionado, empurrou para o gol aberto sacramentando a vitória do Guarani, em Votuporanga.

A vitória levou o Guarani à oitava colocação com 15 pontos ganhos. O próximo confronto do Bugre é contra a Penapolense, no próximo domingo (19), às 16h.

Fifi (ao centro), recebe camisa das mãos do presidente Horley Senna. Gabriel Ferrari / Guarani Press

Fifi, ex-atleta do Guarani esteve no jogo

Ex-atleta do Bugre na década de 60, Fifi esteve na Arena Plinio Marin para acompanhar a partida entre Guarani e Votuporanga. Natural da cidade, o ex-meia-atacante foi homenageado pelo presidente Horley Senna e pelos membros do Conselho de Administração Carlo Queiroz e Assis Oliveira.

Homenagem ao presidente Horley Senna

Horley Senna com os atletas no vestiário. Gabriel Ferrari / Guarani Press

Quem também foi homenageado foi o presidente Horley Senna. Nos vestiário, após a partida, Fumagalli pediu a palavra e dedicou a vitória à Horley, uma vez que a partida contra o Votuporanguense foi sua última como presidente do Guarani Futebol Clube.

Fumagalli elogiou Horley e agradeceu pelo empenho de sempre: “Você que sempre honrou sua palavra conosco merece essa vitória. Nós lutamos até o fim para te dar esse presente em seu último jogo. Nada mais justo para um cara que sempre trabalhou com empenho e nunca nos deixou na mão”. Emocionado, Horley Senna agradeceu e comemorou bastante a vitória.

Ficha Técnica

Rio Claro Futebol Clube x Guarani Futebol Clube
Arena Plinio Marin, em Votuporanga

Arbitragem: Alessandro Darcie, Rafael Tadeu Alves de Souza, Ricardo Luis Buzzi  e Silvio Renato Silveira

Gols: Eliandro, aos 39′, do 2º T
Cartões Amarelos: Marzagão, Genilson, Paulo Josué, Gilton,
Cartão Vermelho:

Clube Atlético Votuporanguense

Vitor; Douglas, Paulo Henrique, Marcelo Godri e Maninho; Xaves, Natan, Diogo Marzagão e Paulo Josué; Anderson Magrão e Elvinho. Técnico: Ito Roque

 Guarani Futebol Clube

Luis Henrique; Lenon, Genilson, Diego Jussani e Denis Neves (Gilton); Auremir e Evandro; Renato, Fumagalli (Lorran) e Marcinho (Braian Samudio); Eliandro. Técnico: Maurício Barbieri.

Foto: Rafael Nascimento / C.A.V