Futebol Profissional

Guilherme chega ao Brinco e frisa: “Quero marcar meu nome aqui”

Disputado por vários equipes, Guilherme preferiu assinar com o Bugre pela representatividade no cenário nacional

Por Guarani Futebol Clube
Publicado em 11/04/2018, às 15:06.

…

O técnico Umberto Louzer ganhou mais uma opção para o meio-campo. Destaque do Ituano no Campeonato Paulista desta temporada, o meia Guilherme Castro, de 23 anos, foi apresentado oficialmente nesta quarta-feira (11), no Brinco de Ouro, e chegou a Campinas com a ideia de marcar seu nome na história do Bugre junto com os novos companheiros.

“Primeiramente estou muito feliz de vestir essa camisa de peso que tem uma história maravilhosa. Quero marcar meu nome aqui. Agradeço a oportunidade da diretoria, da comissão técnica e dos torcedores que me mandaram mensagens”, afirmou a nova contratação.

“A história do Guarani é muito grande, a camisa é muito pesada e a torcida é muito fanática. Sou de Porto Seguro e lá também temos esse fanatismo pelos times. Eu me identifico muito com o Guarani, com a torcida e a expectativa é muito grande. Me inspiro muito no Fumagalli, acompanho faz tempo, já tive contato com ele e, espero e quero, marcar minha história aqui. Sei da responsabilidade, da história grandiosa e vamos tentar fazer uma Série B consistente para colocar o Guarani no lugar dele que é a Série A do Brasileiro”, completou.

Meia de ligação que pode atuar pelas beiradas,  Guilherme comentou sobre suas características: “Sou um meia de ligação que prefere atuar nas costas dos volantes onde o Fumagalli atuava. Chego bem na área, sou um meia de bastante intensidade, gosto de dar bons passes, tenho uma boa finalização e espero estar sempre a disposição para ajudar e dar alegria a torcida”, explicou.

Por fim, o meia disse que consegue se adaptar de acordo com a necessidade do Guarani: “Eu acredito que o jogador hoje em dia tem que jogar em mais de uma posição. Eu me sinto bem também caindo pelos lados e se o Umberto precisar eu vou estar a disposição. No Ituano já fiz isso, já desempenhei esse papel e não tenho problema em me adaptar em novas funções. Se eu estiver apto em relação a documentação acredito que não vai ser problema nenhum”, disse.