Futebol Profissional

Guarani joga bem, mas empata com o Juventus

A partida marcou a estreia de Mauricio Barbieri como treinador do Bugre

Por Gabriel Ferrari
Publicado em 25/02/2017, às 21:32.

…

Após muitas mudanças fora dos gramados, o Guarani voltou a campo pelo Campeonato Paulista da Série A2. O Bugre foi até São Paulo para enfrentar o Juventus, na Rua Javari. O desempenho foi muito superior em relação ao que o alviverde apresentara em todo o início da competição. Apesar de sair atrás no marcador, o Bugre jogou bem e conseguiu empatar com gol de Uederson. O empate em 1 a 1, deixa a equipe momentaneamente na sexta colocação à 5 pontos do líder São Caetano.

O Guarani volta a campo na próxima quarta-feira (01), contra o Capivariano, às 20h00, no Brinco de Ouro.

O Jogo

A partida foi reflexo das constantes mudanças que ocorreu no Bugre durante a última semana. Mauricio Barbieri chegou e, em pouco menos de uma semana, conseguiu dar um padrão tático na equipe. O treinador promoveu a entrada de Rogério e Bruno Nazário nos lugares de Braian Samudio e Uederson. Sendo assim o Guarani foi a campo com: Luis Henrique; Lenon, Genilson, Jussani e Denis; Evandro, Auremir, Marcinho, Fumagalli e Bruno Nazário; Rogério.

Na escalação apenas duas mudanças, mas dentro de campo o que se via era diferente do que se estava acostumado nas seis primeiras rodadas. O Juventus foi quem começou assustando, aos 2′, após escanteio cobrado pela esquerda a bola sobrou para Ricardinho fazer o gol, Vladimir Nunes da Silva levantou a bandeira e assinalou o impedimento. Aos 6′, Bruno Nazário roubou a bola e tentou ligar contra-ataque, Thiago César chegou por trás e cometeu falta dura. José Claudio Rocha Filho deu cartão amarelo. Aos 7′, o Guarani chegou pelo primeira vez. Rogério recebeu a bola e tocou para Fumagalli, o meia dominou de cara para o gol mas demorou para chutar.

O jogo era muito apertado e a disputa por espaço era intensa. Aos 10′, Thiago César entrou novamente com violência em Marcinho, José Claudio Rocha Filho assinalou falta mas não expulsou o atleta do Juventus. O lance inflamou a equipe alviverde. Aos 23′, Denis Neves recebeu e cruzou na cabeça de Bruno Nazário, o meia subiu mais alto que todo mundo e acertou o travessão. As principais jogadas do Guarani era pelos lados do campo. Aos 28′, mais polêmica: Denis cruzou, Vinicius foi tirar e colocou a mão na bola, o árbitro nada deu. Aos 32′, o Juventus levou perigo: Jorge Mauá girou em cima de Diego Jussani e bateu rasteiro. A bola passou ao lado do gol de Luis Henrique.

O primeiro tempo não teve muitas oportunidades e quando apareciam não eram aproveitadas por ambas as equipes. Aos 42′, Judson recebeu pela esquerda e chutou firme, Luis Henrique, bem posicionado fez a defesa. O Guarani, padronizado taticamente não sofria com as investidas do adversário. O time dominou as ações na primeira etapa mas não conseguiu marcar. O primeiro tempo terminou com o zero no marcador.

Apesar de realizar um bom primeiro tempo, Mauricio Barbieri mudou a equipe para a segunda etapa. Marcinho deu lugar à Uederson. O Bugre voltou em outro ritmo e demorou para se encontrar. No primeiro minuto, Luis Henrique salvou o Guarani. Jorge Mauá serviu Ricardinho, o atacante recebeu e chutou firme. Luis, bem posicionado, pegou. O Guarani tinha dificuldade de realizar transição e fazer a bola chegar com rapidez à frente, já o Juventus voltou com proposta de agredir o Bugre e encurralou o alviverde. Aos 7′, Ricardinho serviu Judson, o meia chutou rasteiro e abriu o marcador para o time da Mooca. A pressão do adversário parecia dar resultado e o Bugre continuava com dificuldade de chegar ao gol de André Dias.

As melhores oportunidades eram com Bruno Nazário. Aos 16′, o meia percebeu o goleiro do Juventus adiantado e tentou por cobertura, levando muito perigo. Aos 22′, nova chegada do time da Rua Javari e Luis Henrique fez milagre. Edvan cruzou rasteiro, Jorge Mauá chutou firme e o goleiro do Bugre mandou para fora com o pé. Insatisfeito com a proposta muito defensiva do Guarani, Barbieri mexeu: Rogerio deu lugar a Braian Samudio. Aos 23′, no primeiro toque na bola, o atacante deixou Uederson na cara do gol. Uederson chutou cruzado e levou muito perigo ao gol de André Dias.

A entrada de Braian deu movimentação ao ataque do Guarani e aos 24′, Bruno Nazário observou ótima movimentação de Uederson entre os defensores e tocou para o atacante. Na cara do gol novamente, Uederson bateu firme e empatou a partida na Rua Javari. O gol deu ânimo ao Bugre. A0s 26′, Evandro recebeu de fora e arriscou: a bola quicou e André Dias botou para fora.

Apesar do bom momento, o alviverde não conseguiu aproveitar para fazer o segundo gol. O empate em 1 a 1 deu um ponto ao Guarani na tabela de classificação e garantiu o Bugre momentaneamente na quinta colocação. O próximo compromisso é na quarta-feira (01), contra o Capivariano, às 20h, no Brinco de Ouro.

Ficha Técnica

Clube Atlético Juventus x Guarani Futebol Clube
Estádio Conde Rodolfo Crespi, em São Paulo

Arbitragem: José Claudio Rocha Filho, Fabricio Porfirio de Moura, Vladimir Nunes da Silva e Samuel Aguilar de Lima

Gols: Judson, aos 7′, do 2º T e Uederson, aos 24′ do 2ºT
Cartões Amarelos: Thiago César,
Cartão Vermelho:

Público e Renda: 1.825 pagantes – R$ 31.310,00

Clube Atlético Juventus

André Dias; Edvan, Vinicius, Camacho e Baroni; Jô, Thiago César (Léo Ribeiro), Judson (Filipe) e Júnior Timbó; Jorge Mauá e Ricardinho (Alex Barros). Técnico: Wilson Júnior.

 

Guarani Futebol Clube

Luis Henrique; Lenon, Genilson, Diego Jussani e Denis Neves; Auremir e Evandro; Bruno Nazário (Renato), Fumagalli e Marcinho (Uederson); Rogério (Braian Samudio). Técnico: Maurício Barbieri.