Futebol Profissional

Guarani joga bem e vence o Água Santa fora de casa

Na estreia de Vadão, Eliandro e Braian Samúdio marcam e dão a vitória ao Bugre

Por Guarani Futebol Clube
Publicado em 26/03/2017, às 19:36. Atualizado em 27/03/2017 às 15:45.

…

Vadão e Guarani casam muito bem. Mais um exemplo dessa frase aconteceu na tarde deste domingo (26), no Distrital Inamar, em Diadema. O Bugre impôs o jogo do começo ao fim e bateu o Água Santa por 2 a 1 com gols de Eliandro e Braian Samúdio. Com a vitória, o alviverde diminuiu a diferença de sete para quatro pontos, da primeira equipe na zona de classificação do Campeonato Paulista da Série A2.

O próximo confronto do Bugre é contra o Taubaté, na quinta-feira (30), às 19h15, no Joaquinzão, em Taubaté.

O Jogo

Após a semana conturbada, Oswaldo Alvarez caiu como uma luva no Guarani. Vadão chegou para colocar a casa em ordem e mostrou que sabe muito bem. Com apenas dois treinos, o Bugre mostrou que pode chegar muito longe no Campeonato Paulista da Série A2. O treinador não fez nenhuma mudança em relação a partida contra o Velo Clube, na última partida, no Brinco de Ouro, porém a postura foi completamente diferente. O Guarani foi vibrante e impôs seu jogo do começo ao fim.

O jogo começou a todo vapor. Aos 5′, Fumagalli cobrou falta para grande área e a zaga do Água Santa afastou. Na segunda descida ao ataque o Bugre abriu o marcador. Aos 7′, Bruno Nazário roubou a bola e enfiou para Eliandro. O atacante ganhou na velocidade, driblou Rodrigo Sam e bateu firme na saída de Richard. O gol tirou um peso das costas do alviverde e as jogadas passaram a fluir com naturalidade.

Aos 13′, Gilton recebeu bom lançamento de Fumagalli. O lateral cruzou e Bruno Nazário chutou firme para a linha de fundo assustando o goleiro do Água Santa. Aos 16′, foi a vez do time de Diadema assustar. No contra-ataque, Diogo Campos partiu em velocidade e tocou para Robson Duarte chutar próximo a trave de Leandro Santos. Aos 23′, Leandro Silva quase empatou. Após cobrança de falta, o zagueiro subiu mais que todo mundo e por pouco na fez de cabeça.

As investidas do adversário fizeram com que o Guarani voltasse impor seu jogo. Aos 27′, Fumagalli tocou para Bruno Nazário, o meia cortou o marcador, bateu firme mas a bola saiu. No lance seguinte o Água Santa teve sua melhor oportunidade. Rodrigo Sam escapou pela direita e chutou firme, a bola bateu no travessão antes de se perder em linha de fundo. Nem mesmo a bola no travessão fez o Bugre conter o impeto. Aos 29′, Nazário ganhou na velocidade, cruzou para a grande área mas ninguém chegou para completar. Aos 30′, Bruno apareceu de novo. O camisa 22 aproveitou o curto espaço, tirou dois marcadores e acertou a trave de Richard.

Após a blitz Bugrina o jogo esfriou e o Guarani só voltou assustar aos 45′. Fumagalli cruzou e Uederson mandou de cabeça, perto da trave Richard. Apesar do domínio em grande parte da primeira etapa, o Guarani foi ao vestiário com apenas um gol de vantagem no marcador.

O segundo tempo começou com o Guarani esperando o Água Santa e aproveitando para jogar no erro do adversário. Aos 6′, o Netuno chegou pela primeira vez. Ivan recebeu com liberdade e acertou o poste de Leandro Santos. Aos 7′, foi a vez de Robson Duarte perder. O atacante recebeu em posição legal e chutou por cima. Após os sustos o Bugre teve a chance de ampliar. Fumagalli bateu falta mas a bola parou na barreira.

Aos 18′, o Guarani atacou novamente. Fumagalli tocou em profundidade, Eliandro ganhou na velocidade mas Richard salvou na hora do chute. Aos 21, foi a vez de Uederson. O atacante tabelou com Eliandro e chutou cruzado para boa defesa do goleiro. O Guarani era dominante e mostrava isso nas ações dentro de campo. Aos 33′, Nazário invadiu a área, chutou cruzado mas Richard apareceu para pegar. As descidas ao ataque cansaram o Guarani e Vadão mexeu no time.

Bruno Nazário, Fumagalli e Uederson deixaram a equipe. Lorran, Renato Henrique e Braian Samúdio entraram. A mudança deu velocidade e o Guarani chegou de novo aos 36′. Eliandro girou em cima da marcação e chutou firme para Richard defender de novo. De tanto martelar o Bugre ampliou. Lorran fez boa jogada pela esquerda e cruzou para Braian Samudio completar para o gol aberto, aos 47′.

A vantagem no marcador relaxou o Bugre e o Água Santa descontou. Aos 48′, Robson Duarte recebeu pelo lado direito e tocou para Patrick Silva diminuir. O gol deu ânimo ao Netuno mas Márcio Henrique de Gois encerrou a partida e o Bugre voltou a vencer no Paulista. Com o resultado o Guarani mantém-se vivo na luta pelo G4 e volta à campo na próximo quinta-feira (30), contra o Taubaté, às 19h15, em Taubaté;

Ficha Técnica

Esporte Clube Água Santa x Guarani Futebol Clube
Distrital Inamar, em Didema

Arbitragem: Márcio Henrique de Gois, Rogério Pablos Zanardo, Evandro de Mello Lima e Thiago Lourenço Mattos

Gols: Eliandro, aos 7′ do 1ºT, Braian Samúdio, aos 46′ do 2ºT e Patrick Silva, aos 47′ do 2ºT
Cartões Amarelos: Leandro Silva, Fumagalli, Bruno Nazário
Cartão Vermelho:

Público e Renda: 7.000 pagantes

 Esporte Clube Água Santa

Richard; Paulo Henrique, Leandro Silva, Luizão e Julinho; Rodrigo Sam, Ivan, Bruno Smith (Patrik Silva) e Diogo Campos; Romão (William) e Robson Duarte. Técnico: Jorginho

 

 Guarani Futebol Clube

Leandro Santos; Lenon, Genilson, Alef e Gilton; Auremir e Evandro; Bruno Nazário (Braian Samúdio), Fumagalli (Renato) e Uederson (Lorran); Eliandro. Técnico: Oswaldo Alvarez.