Futebol Profissional

Guarani faz história e bate o ABC por 6 a 0

Com o resultado o Bugre está classificado a fase final da Série C

Por Guarani Futebol Clube
Publicado em 24/10/2016, às 02:01. Atualizado em 25/10/2016 às 10:18.

…

Quem esteve no Brinco de Ouro no domingo, 23 de outubro de 2016, viu de perto e sentiu a emoção de uma das melhores partidas do Guarani em toda sua história. Se não pela qualidade técnica, sim pelo contexto em que os pouco mais de três mil bugrinos viviam. O Guarani vinha de uma derrota muito dura na primeira partida contra o ABC, em Natal, por 4 a 0. O Bugre, bravo e guerreiro como sempre, reverteu a situação em uma noite que entrará para história do clube.

Com gols de Fumagalli (três vezes), Pipico, Leandro Amaro e Alex Santana, o Guarani bateu o ABC por 6 a 0 e está classificado à final do Campeonato Brasileiro da Série C. Agora, com os gols, Fumagalli se iguala a Zenon (quinto maior artilheiro da história do clube com 81 gols marcados).

O JOGO

O Guarani entrou em campo sabendo do tamanho do desafio que enfrentaria. O Bugre, consciente e sabendo aonde queria chegar, logo deu o cartão de visitas ao ABC. Aos 8 minutos da primeira etapa, em sua primeira chegada ao campo de ataque, o Guarani abriu o placar. Fumagalli cobrou falta da intermediária, Leandro Amaro subiu mais alto do que todos e testou para o fundo do gol: festa no Brinco e o primeiro do Guarani.

O Bugre chegou mais uma vez, aos 11′, quando Lenon arriscou de longe e a bola tirou tinta da trave de Edson. A partida era muito disputada. Ferreira entrou forte em Jones Carioca e tomou cartão amarelo. O ABC parecia assustado com o ímpeto inicial do Guarani e tinha muita dificuldade de chegar ao gol do Bugre. As principais jogadas eram pela direita com Erivélton, mas Gilton, em uma noite inspirada, não deu chances ao atacante da equipe de Natal.

Mais uma vez, chegava o Guarani: aos 24′, de falta, com Fumagalli, o Bugre ampliou. O meia, que completou 250 jogos na partida em Natal, chegou ao seu 79º gol com a camisa do time. Na sequência, o ABC teve a chance de empatar: aos 26′, após jogada de Erivélton, Jones Carioca sozinho e dentro da área acertou a trave e perdeu a oportunidade para diminuir. Apesar do susto, o Guarani não se abateu. Fumagalli jogava como um garoto e, por pouco, não fez mais um de falta, aos 30′, mas o travessão impediu.

Após o susto, o ABC perdeu um de seus jogadores. Jones Carioca se envolveu em uma confusão com a arbitragem e foi expulso de campo. O primeiro tempo terminou com o Guarani impondo seu jogo e vencendo o ABC por 2 a 0.

O segundo tempo começou com novidade: Alex Santana entrou no lugar de Evandro. Apesar da mudança, o Guarani não diminuiu o ritmo. Logo aos 3′, o Bugre fez o terceiro. Gilton foi à linha de fundo e cruzou. Fumagalli, dentro da área, dominou e ampliou o marcador, aumentando o sonho da final do torcedor bugrino.

O resultado não era favorável ao Guarani. O Bugre precisava de ao menos mais um gol para levar a partida para a disputa de pênaltis. Aos 9′, o gol aconteceu e mais uma vez com ele: Fumagalli. Auremir cruzou da direita e o meia completou após bate-rebate dentro da área. Era tudo que o Guarani sonhara durante a semana, mas pouco para o futebol que o time apresentava na noite de domingo no Brinco de Ouro.

O ABC, acuado, não dava sequer sinal de resposta. Alex Santana dominava o meio-campo do Bugre e era o elo de ligação da bola até o ataque. Aos 19′, ele quase deixou sua marca. O meia recebeu na intermediária e buscou o canto baixo esquerdo de Edson, mas a bola passou tirando tinta.

O Guarani estava impossível e o segundo tempo pegava fogo. Pipico, aos 24′, acertou o travessão. O atacante recebeu e soltou a pancada de perna esquerda, a bola bateu no travessão e saiu. O Guarani fazia e acontecia. Aos 31′, Alex Santana fez o quinto gol do Guarani. O meia recebeu e acertou o ângulo de Édson. O Bugre tinha o resultado que precisava e mesmo assim não parou.

Etcheverría até tentou estragar a festa do Bugre, mas Leandro Santos, em ótima defesa após cabeçada, não deixou. O desfecho com chave de ouro saiu da cabeça de Pipico. Aos 32′, Lenon cruzou e o atacante cabeceou firme para decretar a vitória do Bugre por 6 a 0. Os poucos mais de 3 mil que estavam no Brinco de Ouro presenciavam a história sendo feita. O Bugre está na final e enfrenta o Boa Esporte nos dois próximos finais de semana.

Ficha

Guarani Futebol Clube x ABC Futebol Clube
Estádio Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas

Arbitragem: Rodrigo

Gols: Leandro Amaro (8′ 1ºT), Fumagalli (24′ 1ºT, 03′ 2ºT, 09′ 2ºT), Alex Santana (31′ 2ºT), Pipico (34′ 2ºT)
Cartões Amarelos: Ferreira, Jones Carioca, Fumagalli, Deivid, Filipi Sousa, Édson
Cartão Vermelho: Jones Carioca

Público e Renda: 3.257 – R$ 25.895,00

Guarani
Leandro Santos; Lenon, Ferreira, Leandro Amaro e Gilton; Auremir (Maurício), Evandro (Alex Santana), Deivid (Régis), Fumagalli e Pipico; EliandroTécnico: Marcelo Chamusca.

ABC
Edson; Filipi Sousa, Léo Fortunato, Cleiton e Alex Ruan; Anderson Pedra, Felipe Guedes (Michel), Erivélton e Lúcio Flávio (Márcio Passos); Caio Mancha (Etcheverría) e Jones Carioca. Técnico: Geninho