Futebol Profissional

Guarani empata em casa e decide em Varginha

O Bugre saiu na frente com Leandro Amaro mas sofreu o empate e agora joga por uma vitória simples em Minas Gerais

Por Guarani Futebol Clube
Publicado em 29/10/2016, às 23:12. Atualizado em 31/10/2016 às 14:54.

…

Após a virada épica contra o ABC, no Brinco de Ouro, o Guarani credenciou-se para a fase final do Campeonato Brasileiro da Série C. A primeira partida da final foi um puro show da torcida do Guarani, após três anos, o Tobogã voltou a operar e ficou abarrotado de torcedores. Dentro de campo o Guarani até saiu na frente com Leandro Amaro, mas sofreu o empate em um belo gol de Rodolfo.

O bugre joga por uma vitória simples em Varginha para conquistar a tão sonhada terceira estrela e o primeiro título de Campeão Brasileiro da Série C.

O JOGO

Com três mudanças na equipe – Dênis no lugar do suspenso Gilton, Alex Santana no lugar de Evandro e Régis no lugar do também suspenso Deivid – , o Bugre começou a partida estudando o Boa Esporte. A equipe mineira, que tem uma das melhores defesas da competição, começou a partida assustando em um chute de fora da área defendido pelo goleiro do Bugre, Leandro Santos.

O jogo era equilibrado no ínicio e as duas equipes não encontravam espaço para criar jogadas de perigo. A primeira boa chegada do Guarani aconteceu aos 9′, Fumagalli ajeitou e Auremir bateu cruzado, a bola passou por toda extensão da grande área e saiu em linha de fundo assustando o goleiro Daniel Luiz. Aos 11′, nova oportunidade para o Bugre: Fumagalli cobrou falta, mas a bola explodiu na barreira.

Após os primeiros dez minutos de conhecimento, o Guarani tentou esboçar uma pressão. Aos 13′, Lenon cruzou da direita, mas Fumagalli cabeceou fraco. O Boa Esporte deu o troco no lance seguinte, aos 14′, Leonardo cruzou e Braian Samúdio cabeceou firme. Por sorte, a bola passou por cima do travessão de Leandro Santos. O jogo era muito disputado, mas nenhuma das equipes chegava ao ponto de criar um lance nítido de gol, até que, aos 32′, Dênis Neves fez linda jogada individual e chutou firme. A bola bateu caprichosamente na trave e saiu.

Apesar da boa chance, o Guarani não conseguiu abrir o placar na primeira etapa. A igualdade permaneceu no placar e as duas equipes desceram aos vestiários com o zero no placar. Como de prache com Marcelo Chamusca, o Guarani voltou melhor para a segunda etapa. Logo aos 5′, Lenon arriscou de longe e Daniel Luiz fez uma linda defesa. No lance seguinte, aos 6′, Auremir roubou a bola e enfiou para Eliandro, o atacante cruzou forte buscando Fumagalli, mas o goleiro do Boa interveio e fez a defesa.

O guarani voltou pressionando, aos 7′,  Régis invadiu a área e finalizou rasteiro, o goleiro adversário fez mais uma bela defesa. O Guarani controlava a partida e o gol era questão de tempo. Aos 10′, Fumagalli bateu falta da intermediária e a bola passou tirando tinta do poste. O Bugre chegava com perigo mas parava em Daniel Luiz, até que aos 16′, fazendo o que faz de melhor, Fumagalli bateu escanteio e Leandro Amaro, repetindo o script, fez o primeiro do Bugre.

Mesmo com a vantagem o Guarani continou buscando o campo de ataque e ocasiões de gol. Aos 20′, após rebote da zaga adversária, Denis Neves bateu cruzado assustando o goleiro adversário. Em nova descida, aos 22′, Fumagalli quase ampliou o marcador.  Lenon cruzou na medida, e o meia caprichou demais e mandou pra fora. Apesar de estar melhor na partida o Guarani foi castigado. Após belo passe, Rodolfo, de perna direita, empatou.

Após o gol o  Guarani até tentou, mas esbarrou novamente em Daniel Luiz que fazia grande partida. O Bugre não conseguiu chegar ao gol e a partida terminou com a igualdae no placar. O Guarani volta a campo no próximo sábado (05), às 18h45, no Estádio Dilzon Melo, em Varginha.

 

Ficha Técnica

Guarani Futebol Clube x Boa Esporte Clube
Estádio Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas

Arbitragem: Caio Max Augusto Vieira; Vinicius Mello de Lima, José Márcio dos Santos e Adriano de Assis Miranda

Gols: Leandro Amaro (16′ 2ºT) e Rodolfo (30′ 2ºT)
Cartões Amarelos: Ferreira, Alex Santana
Cartão Vermelho:

Público e Renda: 16.479 – R$ 495.200,00

Guarani
Leandro Santos; Lenon, Ferreira, Leandro Amaro e Denis; AuremirAlex Santana (Evandro), RégisFumagalli e Pipico (Marcinho); Eliandro (Éverton). Técnico: Marcelo Chamusca.

Boa Esporte
Daniel Luiz; Leonardo, Edson Borges, Bruno Maia e Romano; Escobar, Itaqui e Felipe Mateus (Tchô); Daniel Cruz, Braian Samúdio (Léo Baiano) e Rodolfo (Kaio Cristian). Técnico: Ney da Mata