Futebol Profissional

Guarani bate o CRB e volta vencer na Série B

Ricardinho e Rondinelly marcaram os gols do Alviverde

Por Guarani Futebol Clube
Publicado em 27/05/2018, às 00:08.

…

Sólido defensivamente e eficiente no ataque. Essa foi a definição da atuação do Guarani na vitória por 2 a 0 contra o CRB na noite deste sábado (26), no Brinco de Ouro, pela sétima rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. Ricardinho, em um chutaço de fora da área, e Rondinelly, de pênalti, fizeram os gols que sacramentaram a terceira vitória do Bugre na competição.

Com o resultado, o Alviverde emenda o terceiro jogo sem derrota e chega aos 10 pontos na décima posição do campeonato. O próximo compromisso está marcado para sexta-feira (01), às 19h15, contra o Juventude, em Caxias do Sul.

O Jogo

Após o empate com o Goiás na última rodada, o técnico Umberto Louzer promoveu três mudanças na equipe para enfrentar o CRB nesta noite no Brinco de Ouro. Uma das mexidas foi forçada. Bruno Nazário, lesionado, deu lugar à Guilherme. As outras duas foram por opção do comandante. Pará e Anselmo Ramon entraram nas vagas de Marcílio e Bruno Mendes. Com isso o Alviverde entrou com: Bruno Brígido; Lenon, Philipe Maia, Edson Silva e Pará; Baraka e Ricardinho; Guilherme, Rondinelly e Rafael Longuine; Anselmo Ramon.

Assim como a noite de Campinas, o primeiro tempo começou frio, pouco movimentado e só melhorou após o golaço de Ricardinho. A primeira chance Bugrina foi aos 19′. Lenon cruzou da direita mas Rondinelly cabeceou fraco para fora. Aos 22′, Edson Silva levantou na área, Anselmo Ramon ganhou da defesa mas errou o alvo. Aos 31′, foi a vez de Philipe Maia. Após escanteio, o zagueiro subiu sozinho mas cabeceou para fora.

O Guarani tinha controle do jogo, criava as melhores chances e era pouco ameaçado pelo time alagoano. Sem muito espaço para jogar, o Bugre encontrou o primeiro gol após um chutaço de Ricardinho. Aos 39′, o volante aproveitou o rebote da defesa e emendou de direita para abrir o marcador.

Diferentemente do primeiro tempo, a segunda etapa começou muito mais movimentada. O CRB assustou com Feijão logo no primeiro minuto. Mas o Bugre respondeu aos 2′, com Guilherme por duas vezes. O meia arrancou, ajeitou e chutou firme, a bola explodiu no travessão e sobrou para Longuine ajeitar para o meia chutar e exigir uma ótima intervenção de João Carlos.

A movimentação que faltou no primeiro tempo, sobrou no segundo. Melhor disposto e mais consistente taticamente, o Alviverde manteve o contro do jogo por todo o segundo tempo. Aos 7′, Longuine cruzou, Anselmo Ramon pegou a sobra e chutou firme para boa defesa do goleiro adversário. Aos 9′, Anselmo Ramon deu uma de garçom. Enfiou para Guilherme e o meia parou novamente no arqueiro do time alagoano.

O CRB, por sua vez, levou perigo aos 11′. Diego chutou de longe e a bola saiu a direita de Bruno Brígido. Aos 16′, Anselmo Ramon cruzou, Diogo Mateus atropelou Rafael Longuine e o árbitro marcou pênalti. Aos 18′, Rondinelly cobrou bem e ampliou.

Em vantagem no marcador, o Bugre soube administrar o resultado. Com uma atuação sólida do setor defensivo e muito eficiente do comando de ataque, o Guarani chegou à sua terceira vitória e subiu duas posições na tabela de classificação.

Ficha Técnica

Guarani Futebol Clube x Clube de Regatas Brasil
Estádio Brinco de Ouro, em Campinas
Arbitragem: Emerson de Almeida Ferreira, Márcio Eustáquio Santiago e Celso Luiz da Silva
Gols: Ricardinho e Rondinelly
Cartões Amarelos: CRB: Willians Santana, Diego, Anderson Conceição, Flávio Boaventura
Cartão vermelho: –
Público e Renda: 1.737 – R$ 21.489,00

Bruno Brígido; Lenon, Philipe Maia, Edson Silva e Pará (Marcílio); Baraka e Ricardinho; Guilherme (Erik), Rondinelly e Rafael Longuine (Kauê); Anselmo Ramon – Técnico: Umberto Louzer

Clube de Regatas Brasil

João Carlos; Diogo Matheus, Flávio Boaventura, Anderson Conceição e Diego; Feijão e Tinga; Edson Ratinho (Alípio), Diego Rosa (Mazola) e Willians Santana (Leilson); Neto Baiano – Técnico: Júnior Rocha