Futebol Profissional

Fora de casa, Guarani empata com o Brasil de Pelotas

Rafael Longuine marcou o único gol do Bugre no empate por 1 a 1

Por Guarani Futebol Clube
Publicado em 17/11/2018, às 19:11.

…

O Guarani visitou o Brasil de Pelotas neste sábado (17), no Estádio Bento Freitas, pela 37ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B e empatou por 1 a 1. Diego Miranda abriu o marcador para o Brasil e Rafael Longuine empatou para o Guarani.

Com o resultado, o Alviverde aos 51 pontos e permanece na nona colocação. O próximo compromisso é diante do Londrina, sábado (24), às 17h, no Brinco de Ouro.

O Jogo

Apesar da mudança no comando técnico, o Guarani teve a mesma base para enfrentar o Brasil de Pelotas. Marco Antônio promoveu apenas o retorno de Fabrício no lugar de Ferreira e Erik na vaga de Matheus Oliveira. O Bugre iniciou a partida com: Agenor; Kevin, Phillipe Maia, Fabrício e Romário; Ricardinho, Willian Oliveira, Denner e Rafael Longuine; Erik e Gabriel Poveda.

Primeiro Tempo

A primeira etapa foi bastante movimentada. Apesar da falta chuva e da falta de aderência ao gramado, o Guarani criou boas oportunidades, teve, na maior parte do tempo, a bola sob seu domínio e controlou as ações. A primeira tentativa foi aos 2′. Kevin levantou na área buscando Gabriel Poveda, mas a zaga adversária antecipou-se e cortou o perigo.

Aos 5′, Longuine recebeu bom passe dentro da área, mas ao invés do chute, optou pelo drible e foi desarmado. O Guarani encontrava dificuldade em furar o bloqueio tabelando, foi então que, aos 6′, Ricardinho arriscou de fora da área, mas errou o alvo. Aos 11′, Erik seguiu o exemplo do capitão, mas a bola saiu à direita. Apesar do bom volume, e das chances criadas, foi o Brasil que saiu na frente.

Na primeira chegada, aos 16′, Diego Miranda aproveitou o rebote da defesa e abriu o marcador. O time da casa não teve nem tempo de comemorar. Aos 19′, Romário achou bom passe para Longuine, o meia invadiu a área e chutou na saída de Marcelo Pitol para empatar.

O gol de empate deixou o jogo aberto novamente. Aos 25′, Willian Oliveira tentou de fora da área, mas pegou mal. Aos 26′, o Brasil respondeu com Itaqui de falta. A última tentativa do Alviverde foi aos 37′. Denner arriscou da entrada da área e levou perigo novamente.

Segundo Tempo

Diferentemente da primeira etapa, o segundo tempo foi bem menos movimentado. O Bugre, com as linhas um pouco mais baixas e com postura reativa, ficou menos com a bola e optou pelos contra-ataques como estratégia. Apesar desta postura, o Brasil de Pelotas encontrou dificuldade para levar perigo ao gol defendido por Agenor.

A primeira chegada foi do Xavante. Aos 13′, após bate-rebate, Lenadro Leite pegou o rebote e, dentro da pequena área, chutou para fora. O Bugre respondeu aos 23′, Willian Oliveira recebeu de Erik, ajeitou para a perna esquerda e chutou para boa defesa de Marcelo Pitol.

No lance seguinte, o Brasil teve a chance mais clara par desempatar a partida. Aos 24′, Wellinton Júnior fez boa jogada e chutou cruzado para dentro da área, Michel, sozinho embaixo do gol, chutou para fora. Com dificuldades para sair do campo de defesa, Marco Antônio mudou a equipe. Felipe Rodrigues, Marcão e Matheusinho entraram nas vagas de Poveda, Denner e Erik.

Mas, apesar das alterações, o Alviverde não conseguiu chegar ao segundo gol e ficou no empate com o Brasil de Pelotas.

Ficha Técnica

Grêmio Esportivo Brasil x Guarani Futebol Clube
Estádio Bento Freitas, em Pelotas
Arbitragem: Jefferson Ferreira de Moraes – GO, Leone Carvalho Rocha – GO e Tiago Gomes da Silva – GO
Gols: Rafael Longuine (GUA); Diego Miranda (GEB).
Cartão Amarelo: Willian Oliveira (GUA); Éder Sciola e Léo Bahia (GEB).
Cartão Vermelho: –
Público e renda: –

Grêmio Esportivo Brasil

Marcelo Pitol; Éder Sciola, Leandro Camilo, Heverton e Alex Ruan;  Leandro Leite,Itaqui, Lourency (Kaio) e Welinton Júnior (Léo Bahia); Wallace Pernambucano (Michel) e Diego Miranda – Técnico: Rogério Zimmermann

Guarani Futebol Clube

Agenor, Kevin, Phillipe Maia, Fabrício e Romário; Ricardinho, Willian Oliveira, Denner (Felipe Rodrigues) e Rafael Longuine; Erik (Matheusinho) e Gabriel Poveda (Marcão). Técnico: Marco Antonio.