Futebol Profissional

Emocionado, Bruno Nazário se despede do Guarani e promete: “Eu vou voltar”

Meia faz sua última partida pelo Bugre na sexta-feira

Por Guarani Futebol Clube
Publicado em 27/06/2018, às 11:38.

…

Um dos principais jogadores do Guarani nos últimos anos. Identificado com a torcida. Querido por todos. Esse é Bruno Nazário. Entre altos e baixos, o meia conquistou seu espaço com a camisa Bugrina e fez história defendendo o  manto alviverde. Após 1 ano e 5 meses, Nazário deixará o Bugre nos próximos dias.

Em sua última entrevista coletiva, no fim da manhã desta quarta-feira, o meia se emocionou ao lembrar de sua trajetória no Brinco de Ouro, se declarou ao Guarani e prometeu retornar.

“Todo mundo sabe que é muito difícil esse momento de falar que estou de saída. Mas foi o Guarani que me deu a oportunidade de mostrar quem era o Bruno Nazário. Tenho certeza que tenho o carinho de todo mundo aqui. Não só dos jogadores, como também, da comissão técnica, que me ajudou muito no meu início. Só tenho que agradecer e saio daqui com o pé direito com um título e um acesso conquistados”, declarou emocionado.

Mais maduro e preparado, Nazário comentou sobre a experiência que levará para o futuro:”Levo a experiência que pude adquiri com os jogadores que convivi aqui dentro. Levo também os altos e baixos que passei, as críticas que recebi, tudo isso me fez crescer, portanto levo como aprendizado”, afirmou.

O meia despistou sobre o futuro clube e ressaltou a importância do jogo da próxima sexta-feira: “Minha cabeça está somente no jogo de sexta-feira. Ainda não sei para onde que vou. Meu foco é nesse último jogo. Quem sabe fazer um gol para ajudar o Guarani”, disse.

Por fim o meia revelou a vontade de permanecer e prometeu voltar um dia para o Bugre: “Vocês sabem o tanto que eu gosto desse clube e o tanto que essa camisa é pesada. Meu pensamento é de permanecer, mas infelizmente não depende de mim. Tem os objetivos de futuro e o que meu empresário decidir eu vou topar”, explicou. “Eu pretendo voltar e terminar minha carreira aqui. O Guarani me reergueu. Porque não terminar aqui?”, finalizou.

Confira a entrevista coletiva