Futebol Profissional

Busto de Carlos Alberto Silva é inaugurado no Brinco de Ouro

A inauguração contou com a presença de familiares do ex-treinador e ex-atletas do Bugre

Por Gabriel Ferrari
Publicado em 03/12/2017, às 13:56.

…

Lenda. Talvez seja a definição que mais se aproxima quando o assunto é Carlos Alberto Silva. O comandante que levou o Guarani Futebol Clube à sua maior glória – Campeão Brasileiro de Futebol em 1978 -, foi eternizado nesta manhã no Brinco de Ouro da Princesa. O treinador, que faleceu  dia 20 de janeiro, aos 77 anos, recebeu um busto de bronze em sua homenagem.

O evento de inauguração, que aconteceu na manhã deste domingo (03), contou com a presença da esposa Elda Silva, do filho Carlos Alberto Silva Júnior, dos membros do Conselho de Administração do Guarani e de ex-atletas liderados por Amoroso, Djalminha, João Paulo, Luizão, Neto, Zenon, Valdeir, Bozó, Marco Antônio Boiadeiro entre outros.

A cerimônia foi conduzida de forma brilhante pelo jornalista Odair Alonso. Emocionada, a esposa Elda, agradeceu a homenagem: “Eu quero agradecer em nome de toda minha família esta homenagem prestada ao Carlos. Eu sei que hoje ele está muito feliz porque ele amava o Guarani. Ele sempre falava que o Guarani tinha um lugar especial. Aos jogadores, que se tornaram amigos, a torcida e a todas as pessoas que queriam bem a ele, eu só posso agradecer. Ele será eternizado aqui porque em nossos corações ele já está”, disse, entre lágrimas.

O presidente Bugrino Palmeron Mendes Filho agradeceu o empenho de todos para tornar o busto realidade e relembrou a importância do comandante: “Todos nós devemos essa estrela que carregamos a ele. Devemos toda nossa vida e admiração a ele. Essa festa não é uma festa da diretoria apenas para homenagear um homem. É uma homenagem para aquele que mais honrou a camisa do Guarani Futebol Clube. Nós temos orgulho em falar que somos o único time no mundo que seu maior astro é um treinador. Seria muito difícil eleger o maior jogador da história do Guarani. Mas é muito fácil escolher o nosso maior ídolo e ele será eternizado hoje”, disse.

Busto em homenagem a Carlos Alberto Silva – Rafael Fernandes / Guarani Press

“Nosso agradecimento a toda equipe do memorial liderada pelo Renato Squarizzi. Sabemos da luta e do empenho de toda a família Bugrina. Mais uma vez a torcida do Guarani mostra que é diferenciada. A ideia não veio da diretoria, não veio de um órgão de imprensa e isso demonstra a vitória da torcida do Guarani Futebol Clube”, completou.

O ex-meio-campista Zenon também prestou sua homenagem em nome dos atletas comandados por Carlos Alberto: “É um momento inesquecível na história do Guarani e nós aqui hoje reunidos queremos prestar todas as homenagens ao mestre Carlos Alberto Silva. Com trabalho sério da diretoria, daqueles que pegam o clube para dirigir, conciliando interesses do clube e não interesses próprios, retornaremos ao nosso lugar”, ressaltou.

Presidente Palmeron Mendes Filho com ex-atletas no busto de Carlos Alberto Silva – Rafael Fernandes / Guarani Press

Por fim, Amoroso completou o discurso em homenagem ao mestre: “O que eu posso dizer é sobre minha gratidão a este clube e por ser amigo da família. Eu me lembro que no aniversário de 70 anos (do Carlos Alberto Silva), eu e Luizão fomos até Belo Horizonte e tinha uma frase que ele dizia que era muito feliz em ter revelado Amoroso e Luizão. Isso me deixa engrandecido por esse mestre que nos deu esse título tão importante para a história do nosso clube. Queria agradecer também ao pessoal do memorial, temos muita história. Fico feliz de estar participando aqui e agradeço de coração”, finalizou.

Nascido em Belo Horizonte, Carlos Alberto Silva se formou em Educação Física, pela Universidade Federal de Minas Gerais, e ficou conhecido no cenário nacional do futebol quando conquistou em 1978 o título do Campeonato Brasileiro da Série A com o Guarani. Recém chegado da Caldense, no segundo semestre de 1977, o treinador conduziu o Bugre no ano seguinte à sua maior glória alcançada até hoje.

Carreira

Nascido em Belo Horizonte, Carlos Alberto fez graduação em educação física e tornou-se conhecido no futebol ainda no seu primeiro trabalho, justamente quando conduziu o Guarani ao seu primeiro título brasileiro da história. Em 1978, o alviverde venceu o Palmeiras na ocasião.

Em seguida, foi contratado pelo São Paulo e conquistou dois títulos em duas passagens. A primeira foi entre 1980 e 1981 e ele foi campeão paulista no primeiro ano. A segunda vez que foi para o Morumbi foi entre 1989 e 1990 e novamente conseguiu levar para a sala de troféus tricolor um campeonato estadual.

Carlos Alberto passou ainda pelo Atlético-MG, onde conquistou o campeonato mineiro, pelo Santa Cruz, onde foi campeão pernambucano, Cruzeiro, Corinthians, Palmeiras, Goiás, América-MG e Santos. Ele é um dos poucos técnicos a comandar os quatro grandes paulistas. Além disso, foi um ótimo treinador no exterior.

Em 1992 e 1993, foi bicampeão português com o Porto, antes, em 1991, conquistou o campeonato japonês com o Yomiuri Kawasaki. Fora isso, Carlos Alberto Silva comandou a seleção brasileira entre 1987 e 1988. Foi campeão dos Jogos Pan-Americanos de 1987 e conquistou a medalha de prata nos Jogos Olímpicos de Seul, um ano depois, quando o Brasil perdeu para a União Soviética por 2 a 1 na prorrogação.