Futebol Profissional

Bugre fica no zero com Madureira

Em grande atuação, Pegorari se firma como titular e Bugre permanece na 6ª posição.

Por Guarani Futebol Clube
Publicado em 05/09/2015, às 22:37. Atualizado em 30/12/2015 às 22:40.

…

Em busca da segunda vitória, o técnico Pintado e a delegação bugrina viajaram até o subúrbio carioca para enfrentar o Madureira, que já está na zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro. Sem poder com os atletas da categoria de base, o técnico alterou todo o banco de reservas e ainda mais, promoveu mudanças significativas no grupo de titulares. Anderson Cavalo teve a chance de estrear com a camisa 9 e o lateral direito Oziel voltou a posição de origem após lesão de Eric.

E a bola rolou solta e com muita faísca na Rua Conselheiro Galvão. Mesmo com força de vontade, o time campineiro não conseguiu se firmar no primeiro tempo, que foi dominado pelo Madureira. Ousando nos contra ataques, o time carioca gastou muita energia, mas não foi capaz de concluir nenhuma finalização, fazendo sobressair, portanto, o setor defensivo do Bugre, Gladstone, Oziel e Pegorari marcaram presença dentro de campo afastando o perigo que avançava contra a meta bugrina.

Logo nos primeiros minutos, o Bugre teve um gol mal anulado por impedimento. Fumagalli foi para cobrança de falta, a bola foi espalmada e no rebote, Anderson Cavalo colocou direto para o fundo do gol, mas o torcedor nem teve a chance de comemorar. Novamente em cobrança de falta em cima de Cavalo, Fumagalli e Allan Dias foram na bola, mas, de rasterinha, a bola se perdeu nos pés do adversário, que teve a melhor chance de gol, no entanto, Pegorari fez uma defesa venenosa e espantou todo o perigo.

Com atendimento de três minutos, o jogo ficou parado por conta de Leleu, que ficou caído no gramado e teve de ser substituído por Geovanne Maranhão, ocasionando mais uma falta perigosa contra o gol de Pegorari, que praticou a defesa tranquilamente e na sequência, salvou a pátria bugrina novamente, dessa vez, numa defesa impecável em chute de cobrança de falta. Nos últimos quatro minutos do primeiro tempo, ambas equipes se perderam em campo devido à pressa de balançar as redes.

Para a segunda etapa, Thiago Carpini foi sacado para entrada de Watson, que já se mostrou ofensivo nos primeiros segundos. No contra ataque do Madureira após escanteio de Oziel na pequena área, Watson chegou com velocidade, deu um lindo chapéu, mandou para Fumagalli, que quase fez jus a jogada do companheiro e armou o primeiro gol do Bugre, no entanto, a bola sobrou para a zaga carioca.

Na tentativa de criar mais oportunidades, Anderson Cavalo ganhou pela linha de fundo e cruzou para Fumagalli, que, de centroavante, desperdiçou a chance de abrir o placar. Chance que reapareceu numa blitz de ataques bugrinos. Allan dias, Watson e Cavalo trocaram passes dentro da grande área e na hora de mandar para o fundo da rede, o atacante obrigou o goleiro Márcio a praticar uma defesa louvável na Rua Conselheiro Galvão.

Na sequência, o goleiro Pegorari provou que veio ao Bugre para ficar e  realizou três defesas seguidas, tirando todas as chances de gol do Madureira. Já pelo setor esquerdo do gol, Fumagalli cobrou escanteio, chuveirou na boca do gol, a bola continuou acesa mas Wallace foi quem afastou o perigo. Assim como o Madureira, Oziel tentou dar progressão ao lance em direção ao gol por duas vezes seguidas, mas a zaga afastou as possíveis oportunidades de gol.

Com substituição de Clementino para entrada do atacante João Henrique, o Guarani apostou na velocidade pelas laterais e pela esquerda Allan Dias ganhou na marcação, mandou para João Henrique que ao cruzar na boca do gol, deixou a bola desviar por Anderson Cavalo, que não chegou na velocidade, deixando a bola chegar nos pés do adversário. Bruno Pacheco também tentou o cruzamento para Fumagalli, que ajeitou e ao bater para o gol, foi travado pela zaga carioca. Os minutos que seguiram foram de muita movimentação de ambas as partes, caracterizando a partida como um vai e vem cheio de tensão devido ao empate zero a zero.

Ficha técnica Madureira x Guarani

Bugre: Pegorari, Oziel, Pitty (CA), Gladstone e Bruno Pacheco; Thiago Carpini (CA) (Watson), Allan Dias, Lenon e Fumagalli (S. Catarinense); Clementino (João Henrique) e Cavalo (CA). Técnico: Pintado.

Madureira:.Marcio, Iago (Boiadeiro), Daniel, Luis Felipe e Wallace; Gilson, Leleu (Geovane Maranhão), Ives (Léo Guerreiro) e Leandro Chaves; Arthur Faria (CA) e João Carlos.

Árbitro: Gleidson Santos Oliveira Assistentes: Leonardo Mendonça e Wendel de Paiva Gouveia