Canal do Presidente Destaque

Nota de esclarecimento aos sócios patrimoniais e conselheiros

Por Guarani Futebol Clube
Publicado em 10/02/2016, às 16:56.

…

NOTA DE ESCLARECIMENTO AOS SÓCIOS PATRIMONIAIS E CONSELHEIROS.

Em razão da divulgação de inverdades ditas a sócios patrimoniais e conselheiros através de e-mails, o Guarani Futebol Clube esclarece:

  1. A cozinha do clube foi interditada na gestão anterior, razão pela qual foi reformada com a colaboração de inúmeros sócios, muitos deles atuais membros do Conselho de Administração e Conselho Deliberativo;
  2. Ainda na gestão anterior, foi disponibilizado um ônibus às categorias de base do Guarani por um curto espaço de tempo, e aquele foi muito pouco utilizado em razão de seu precário estado de conservação;
  3. A reforma do alojamento utilizado pelo sub-20 ocorreu na gestão anterior, com a colaboração de inúmeros sócios, muitos deles atuais membros do Conselho de Administração e Conselho Deliberativo;
  4. A manutenção e a restauração da bomba da piscina olímpica tiveram alto custo, com pagamento feito em dinheiro;
  5. Também custosa e paga em dinheiro foi a manutenção dos encanamentos ao redor do ginásio;
  6. A ampla reforma no alojamento dos atletas de futebol profissional, ocorrida entre fins de 2015 e início de 2016, deu-se mediante parceria com inúmeras empresas e colaboradores que figuram na porta de cada um dos quartos reformados e são do conhecimento da família bugrina;

O Guarani repudia a tentativa de indução dos sócios patrimoniais e conselheiros ao erro, na mais baixa estratégia eleitoreira, através da propagação de rumores descabidos, fantasiados de transparência.

Temos orgulho de ser o único clube do interior a ostentar o título de campeão brasileiro, bem como de possuir a maior torcida do interior do país, com o Estádio Brinco de Ouro da Princesa sendo construído e ampliado com o auxílio de toda a família bugrina. Causa espanto que pequeninos segmentos venham a público se vangloriar pela participação em atos cotidianos de nossa instituição, buscando angariar votos como contrapartida pela colaboração. Para estes, recordamos o saudoso Jaime Silva, que sempre colaborou sem nada esperar em troca, assim como milhares de bugrinos abnegados.

Em suma, sócios patrimoniais e conselheiros bugrinos, quem está pregando por transparência têm faltado com a verdade.